Como Montar uma Loja Virtual WordPress Passo a Passo

compartilhe esse post

Construir uma loja online é uma maneira fantástica de ganhar um bom dinheiro extra, ou, até mesmo gerar uma grande renda fixa. No entanto, é difícil saber realmente como montar uma loja virtual de sucesso. A boa notícia é que você não precisa de muito dinheiro, tempo ou conhecimento técnico para iniciar esse tipo de negócio.

Além do mais, pode ser algo bastante vantajoso. Afinal, as vendas de comércio eletrônico representam atualmente 17,2% de todas as vendas no varejo. Realmente nunca houve um melhor momento para ficar online.

Seguindo nossos passos fáceis, com certeza não será difícil aprender como montar uma loja virtual.

É válido ressaltar que as plataformas de comércio eletrônico são a maneira mais fácil, barata e mais rápida de construir uma loja online. Você pode, por exemplo, optar pela Wix ou WordPress, fica a sua escolha. O que importa é contar com uma plataforma capaz de te ajudar a criar sua loja.

Neste guia, mostraremos a melhor forma de como montar uma loja virtual WordPress.

Por que usar o WordPress?

Como montar uma loja virtual

O WordPress é um sistema de gerenciamento de conteúdo gratuito e de código aberto que é desenvolvido tanto por um grupo principal de desenvolvedores líderes quanto por uma comunidade composta inteiramente por voluntários. Cerca de 33% dos sites do mundo têm o WordPress como seu sistema de gerenciamento de conteúdo e por um bom motivo – combina facilidade de uso que permite a aplicação até mesmo nos sites mais básicos e modularidade baseada em plugins que permite estender sua funcionalidade para atender qualquer necessidade.

Sua natureza de código aberto gerenciada pela comunidade também garante que o WordPress esteja constantemente atualizado com patches de segurança e novos recursos. Tutoriais e documentação para fazer qualquer coisa também podem ser encontrados na internet – se você tiver uma dúvida sobre o WordPress, é quase certo que já foi respondido.

O WordPress é particularmente útil ao criar uma loja virtual, porque há muitos temas pré-definidos adequados a uma loja on-line. Ele também possui plugins que adicionam funcionalidade completa de e-commerce a um site, desde a exibição do produto até o carrinho de compras e a finalização da compra.

Finalmente, uma das principais razões para usar o WordPress é que ele é uma plataforma flexível que oferece controle total sobre o que seu site faz e como ele aparece. Além da sua vitrine, você também pode incluir um blog, um fórum e qualquer outra página de que precisar.

O melhor é que você não precisa pagar nada para utilizar a plataforma do WordPress.org. O que o WordPress ganha de dinheiro vêm de sua empresa de hospedagem e registrador de domínio o WordPress.com.

Planejando montar uma loja virtual com o WordPress? Este post ajudará você em todas as etapas do processo.

Etapa 1: escolha seu nome de domínio e provedor de hospedagem.

Como montar uma loja virtual

O primeiro passo na configuração do WordPress eCommerce começa com o nome do seu domínio. Este será o endereço do seu futuro site. Um nome de domínio é o que você entra na barra de endereços do seu navegador para acessar um site.

Embora o próprio WordPress seja gratuito, você precisará pagar pelo seu domínio, que custa em média R$40/ano, podendo compra-lo no site Registro.br. O custo vale a pena, já que ter seu próprio nome de domínio (ou seja, suaempresa.com.br) é muito mais profissional do que ter seu nome no domínio atrelado a outro domínio (como por exemplo quando vemos sites como suaempresa.wix.com.br ou suaempresa.wordpress.com)

Você também precisará de um provedor de hospedagem, um serviço que hospedará seu site na Internet. Por ter um provedor de hospedagem dedicado, você tem a certeza de que o seu site carregará rapidamente e não sofrerá longos períodos de inatividade.

Você tem a opção de um host compartilhado ou dedicado. Com um host compartilhado, seu website está no mesmo servidor que vários outros websites, o que é mais barato, mas geralmente oferece menor desempenho, menos controle sobre o site, bem como armazenamento potencialmente menor e disponibilidade de largura de banda.

Enquanto isso, um host semi dedicado ou dedicado é mais caro, mas oferece ao seu site um servidor inteiro exclusivamente para seu uso e oferece um amplo grau de controle, armazenamento e largura de banda.

Depois de comprar seu domínio e host, agora você pode instalar o WordPress, e há duas maneiras de fazer isso:

Instalação com um clique

Na instalação de um clique, você registra seu nome de domínio e obtém seu site WordPress hospedado no mesmo provedor. O WordPress recomenda que seu host suporte PHP 7, MySQL v5.6 + ou MariaDB v10.0 + e HTTPS.

Você também pode usar provedores de hospedagem confiáveis ​​pelo WordPress, o que tornará a instalação mais fácil e garantirá que o host escolhido seja suportado. O próprio WordPress recomenda Pressable ,  BlueHost , Dreamhost , Flywheel e SiteGround .

Instalação Manual

Com a opção manual, você configura um servidor manualmente, instala a plataforma WordPress no seu servidor e a configura. Você precisará ter um cliente FTP, uma configuração de banco de dados através do cPanel ou do phpMyAdmin e acessar o seu servidor web. Como tal, esta opção é recomendada apenas para usuários avançados. O WordPress possui uma extensa documentação que pode guiar você pelo processo.

Etapa 2: selecione um plugin de e-commerce.

Como montar uma loja virtual

O que separará seu site de comércio eletrônico WordPress de um site WordPress padrão será o meio pelo qual você vende produtos diretamente de seu site. Não há recursos nativos de comércio eletrônico do WordPress, portanto, para adicionar essa funcionalidade ao seu site, você precisará instalar um plugin de comércio eletrônico.

WooCommerce

Como montar uma loja virtual

Outrora um mero plugin de comércio eletrônico, o  WooCommerce  agora se transformou em uma plataforma completa com seu próprio sistema de plugins desde que foi adquirido pela Automattic há dois anos . É uma plataforma altamente personalizável que lhe dá total controle sobre sua loja virtual.

O WooCommerce apresenta um backend de eCommerce completo que ajuda você a criar e organizar páginas de produtos e fornece um carrinho de compras e um processo de checkout.

 

Você conseguirá integrar com os principais meios de pagamento digital como PagSeguro, WireCard, Paypal, BCash, Vindi, Iugu, Pagar.me, ASAAS e muitas outras.

É grátis para usar, mas você pode estender sua funcionalidade ainda mais com várias extensões pagas e gratuitas . As extensões podem fazer qualquer coisa, desde o fornecimento de recomendações orientadas por inteligência artificial a clientes em páginas de destino de produtos, até a opção de ofertas de grupo e diárias programadas que são acionadas quando um número predefinido de pessoas compra um item.

Easy Digital Downloads

Como montar uma loja virtual

Enquanto a maioria dos plugins e plataformas de comércio eletrônico giram em torno da venda de produtos físicos, o Easy Digital Downloads  ou o EDD é especificamente projetado para ajudá-lo a vender produtos digitais.

O EDD permite criar códigos de desconto, restringir os downloads e fornecer relatórios completos de rastreamento e dados de downloads, vendas e outras estatísticas. Você também pode adicionar novos recursos à sua vitrine EDD com extensões , o que permite vender licenças e assinaturas de software, adicionar processadores de pagamento como o PayPal e muito mais.

O EDD é gratuito, com várias extensões pagas que você pode comprar.

WP eCommerce

Como montar uma loja virtual

O WP eCommerce não é tão completo quanto o WooCommerce, mas é outra opção popular e robusta para criar uma loja online com o WordPress.

Ele tem todos os recursos básicos, incluindo páginas de produtos, carrinho de compras e funcionalidade de checkout, além de oferecer excelentes recursos de relatório de dados e gerenciamento de inventário. Como os outros plugins, é grátis, mas oferece extensões pagas e gratuitas opcionais que podem adicionar funcionalidades. Ele também vem em uma opção de pacote Gold Cart paga que adiciona ferramentas, layouts e recursos mais avançados. Você também pode comprar gateways de pagamento premium, como Stripe e Authorize.net .

Etapa 3: instale seu plugin de comércio eletrônico.

Depois de escolher um plugin de comércio eletrônico para o seu site WordPress, é hora de instalá-lo em seu back-end do WordPress. Vamos imaginar que você escolheu a plataforma WooCommerce:

    • Faça o login no seu painel do WordPress.
    • Na barra lateral, vá para a seção Plugins e clique em “Add New”.
    • Na barra de pesquisa, digite “WooCommerce” e pressione Enter. Clique em “Instalar agora” no WooCommerce por WooThemes.

Etapa 4: configurar as páginas do produto.

Como montar uma loja virtual

Agora que você tem o seu plugin configurado, é hora de começar a adicionar produtos e suas páginas de produtos. Cada plugin faz as coisas de maneira diferente, então vamos cobrir os passos para fazer isso no WooCommerce.

No mínimo, todos os produtos adicionados devem ter os seguintes recursos:

    • Nome do Produto
    • Preço
    • Imagem
    • Descrição breve

Comece digitando o painel de administração do WordPress, selecione “Produtos” na barra lateral e selecione “Adicionar Produto”. O WooCommerce permite que você adicione produtos físicos e virtuais à sua loja.

a) Adicionando produtos físicos

Você será saudado com uma interface muito semelhante à publicação de um post de blog no WordPress. Insira o nome do seu produto onde o título do post normalmente seria e adicione uma descrição onde seria o conteúdo do post.

Em seguida, na barra lateral direita, adicione uma imagem do produto ao produto (análogo a uma imagem em destaque) e, opcionalmente, insira mais imagens na galeria de produtos.

Em seguida, na seção Dados do produto, adicione mais detalhes sobre seu produto. A primeira coisa a prestar atenção é na caixa suspensa Tipo de produto. Os tipos de produto aplicáveis ​​para produtos físicos são os seguintes:

    • Simples: um produto simples sem opções de SKU
    • Agrupados: vários produtos relacionados, que consistem em vários produtos “filhos” relacionados, cada um dos quais é um produto simples
    • Variável: um produto com diferentes SKUs, por exemplo, camisas ou sapatos com opções de tamanho diferentes
    • Externo / Afiliado: itens vendidos fora de sua loja

Por enquanto, vamos com um produto simples.

Você também verá as caixas de seleção “Virtual” e “Downloadable” ao lado do tipo de produto. Deixe estes desmarcados para produtos físicos.

Vamos seguir para os componentes à esquerda dos dados do produto e o que acontece em cada um deles:

Seção Opção Descrição
Geral SKU Use isso para criar IDs que possam ajudá-lo a se referir a produtos em sua loja. Eles
devem ser únicos.
Preço Vem em Regular e Venda. Regular é
o preço que é vendido normalmente; A venda é um preço com desconto que pode ser agendado
em determinados períodos de tempo.
Inventário Gerenciar estoque Determina se o WooCommerce
realizará o gerenciamento de estoque para
você neste item
Stock Qty Se aplicável, quantos itens estão disponíveis para compra
Status de estoque Em estoque / Fora de estoque
Permitir atrasos? Permite que os compradores comprem itens fora de estoque e os entreguem assim que estiverem disponíveis
Vendido 
individualmente
Determina se apenas uma única instância deste produto pode ser comprada por pedido
Remessa Peso Item peso em kg
Dimensões Comprimento, largura e altura do item
Classe de envio Custos de envio
diferentes para itens diferentes
Avançado Nota de compra Envia uma nota para um comprador que
compra o item
Ordem do menu Substitui a ordem em que
seu produto é exibido
Ativar resenhas Ativar ou desativar seletivamente
comentários para este produto

A seção Atributos é onde você pode atribuir detalhes especiais a cada produto. Você pode adicionar quantos campos de atributo desejar. Apenas certifique-se de manter o atributo consistente entre produtos similares vendidos.

b) Adicionando produtos virtuais

Como montar uma loja virtual

Produtos virtuais são produtos que não são vendidos fisicamente, enquanto os produtos para download são baixados da sua loja. Alguns produtos são virtuais e podem ser baixados, como ebooks.

A adição de produtos virtuais apresenta o mesmo processo que os produtos físicos em sua maior parte. No entanto, com produtos virtuais, você marcará as caixas “Virtual” ou “Downloadable” ao lado de Product Type. Quando você seleciona qualquer opção, perde a guia Expedição em Dados do produto. Você também deve ir para a guia “Inventário” e desmarcar “Gerenciar estoque”.

Para produtos para download, a guia Geral tem mais opções:

  • Arquivos para download: insira links de arquivos aqui para arquivos grandes ou arquivos que você enviou anteriormente. Alternativamente, clique em “Escolher arquivo” para fazer o upload de um arquivo.
  • Limite de download: Número máximo de vezes que esse arquivo pode ser baixado
  • Expiração do download: os compradores só podem baixar o arquivo por um determinado número de dias.

Além dessas mudanças, o processo permanece o mesmo para produtos físicos.

Após a parte de dados do produto, você encontrará a breve descrição do produto. Isso aparecerá na parte superior da página de destino do seu produto. Seus compradores verão esta breve descrição antes da descrição completa que você já escreveu.

Feito isso, clique em “Atualizar” e o produto será adicionado.

Dicas de upload de produtos eCommerce WordPress

As dicas a seguir asseguram que seus produtos sejam atraentes para os clientes e podem ser localizados facilmente na sua loja ou  por meio de um mecanismo de pesquisa .

a) Não esqueça seus títulos!

Seu produto deve sempre ser nomeado na barra de título quando você adiciona um produto à sua loja. Você também deve usar ferramentas de SEO, como o Yoast, para determinar o melhor título possível para o seu produto baseado em SEO.

b) Crie descrições de produtos atraentes.

Não copie as descrições do fabricante do produto. Seja único e criativo com suas descrições. Além disso, use palavras-chave de cauda longa muito específicas para garantir que o produto apareça nos resultados do mecanismo de pesquisa. Finalmente, seja breve – limite as descrições para 150-250 palavras.

c) Cuide da qualidade de suas imagens.

Use uma imagem de produto em formato quadrado para estar em conformidade com os padrões WooCommerce. Além disso, use imagens grandes e de alta qualidade para atrair mais clientes.

b) Categorize e marque de acordo.

Coloque seus produtos em categorias e tags. O efeito é duplo: os clientes terão mais facilidade em navegar por eles, e o Google também os considerará de maneira semelhante às palavras-chave.

Etapa 5: pagamento

Como montar uma loja virtual

Assim como é o último passo no processo de compra, tanto online quanto offline, a última etapa em qualquer configuração do eCommerce do WordPress está relacionada ao pagamento. Seu site de comércio eletrônico precisa de um meio de receber pagamentos de clientes.

A maioria das transações financeiras de varejo online ocorre em gateways de pagamento , que são serviços que atuam como intermediários entre você e seu cliente.

No checkout do seu site, um cliente é direcionado para o site do gateway de pagamento, onde ele insere informações financeiras ou faz login em sua conta no gateway. O dinheiro é trocado com segurança do cliente para o gateway de pagamento e, em seguida, o gateway de pagamento transfere o dinheiro para sua conta de comerciante. Alguns gateways de pagamento também hospedam contas de pagamento.

O PagSeguro e o PayPal são duas opções famosas de gateways de pagamento disponíveis, mas não é necessariamente a preferência de todos. Felizmente, o WooCommerce suporta uma ampla variedade de outros gateways, e adicioná-los é fácil e quase sempre grátis.

Para aproveitar a maioria dos recursos dos gateways de pagamento, você precisará ter um certificado SSL (transformar o site em HTTPS). Isso garante que todas as transações e, portanto, trocas de informações financeiras, entre você e seu cliente estejam protegidas dos olhos curiosos dos hackers. Obter um certificado SSL geralmente pode ser obtido através de seu provedor de hospedagem por uma taxa.

Em Cingapura, certos gateways de pagamento são favorecidos pelos clientes e sites locais de comércio eletrônico. Aqui estão alguns dos principais que estão em uso:

Considerações ao escolher um gateway de pagamento

1. Custo

Cada gateway de pagamento cobra uma certa taxa percentual por transação. Confira as taxas de serviço para cada gateway que você planeja usar. Às vezes, uma taxa mais alta é justificável se um gateway tiver um serviço excelente.

2. Compatibilidade com e-commerce

Nem todos os gateways de pagamento são suportados por todos os plugins de e-commerce. Certifique-se de que seu gateway de pagamento escolhido esteja incluído na lista de extensões do seu plugin de comércio eletrônico.

3. Entrada de informação financeira

Os gateways de pagamento oferecerão duas opções para receber informações financeiras dos clientes. Uma delas é a página hospedada, que redireciona os clientes para o site do gateway de pagamento após o checkout, onde eles inserem suas informações. Esse é o método mais seguro, mas também é um pouco pesado e não é compatível com o tema visual da loja.

O outro método é a integração, em que os clientes inserem suas informações financeiras em uma série de campos diretamente em seu website, que serão enviados ao seu gateway de pagamento. Este método é muito mais simples e conveniente, mas é menos seguro.

4. Compatibilidade com dispositivos móveis

Mais e mais transações on-line estão ocorrendo em dispositivos móveis. É imperativo que os usuários possam comprar e pagar itens de sua loja, mesmo que estejam usando seus smartphones. Escolha um gateway de pagamento que não apenas ofereça suporte a transações em dispositivos móveis, mas também tenha uma experiência otimizada para dispositivos móveis com uma boa interface do usuário.

5. Segurança e suporte

Poucas coisas são tão importantes quanto a segurança das informações de seus clientes. Para garantir isso, verifique se seu gateway de pagamento possui criptografia, suporte para certificados SSL e qualquer outra coisa relacionada à proteção de dados.

Você também deve poder responder a problemas com pagamento, reembolsos e outras preocupações sobre transações. Seu processador de pagamento escolhido deve ter um suporte eficiente e oportuno que atenda às suas necessidades de maneira eficaz.

 

Conclusão

Este artigo é um guia prático de e-commerce do WordPress que orientou você em cada etapa da criação de sua própria loja on-line em uma das maiores plataformas da Web. Você aprendeu como escolher seu provedor de hospedagem, decidir qual plugin usar, instalar seu plugin de sua preferência, adicionar seu primeiro produto e configurar um gateway de pagamento para seu site.

No final deste artigo, você poderá ter um site de eCommerce totalmente funcional, embora básico, mas que será possível você expandi-lo e melhora-lo conforme suas necessidades.

Se você precisar de mais informações sobre a criação de e-commerce e sites de vendas online continue navegando em nosso site e envie uma mensagem para nossos especialistas.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post