Como construir sua primeira loja virtual

compartilhe esse post

Conheça os passos fundamentais para iniciar seu e-commerce

Você deseja levar seu negócio para o universo das vendas eletrônicas, mas não tem ideia de como e por onde começar? Existem alguns passos essenciais para que você inicie sua loja virtual de forma correta, promissora e dentro da lei.

Construir uma loja virtual não é difícil e não exige tanto quanto para montar uma loja física, mas como em qualquer negócio, é necessário ter planejamento e atenção aos detalhes indispensáveis. Dessa forma você obterá resultados promissores e consolidará sua marca no mercado de e-commerces.

Confira a seguir os passos fundamentais para tirar suas ideias do papel e colocar em funcionamento sua loja virtual:

Esteja atento à legislação

Você sabia que no Brasil há uma legislação específica para tratar do comércio virtual? Nela estão expostos os direitos dos consumidores e os deveres que o comerciante tem com estes. Ou seja, a lei serve para guiar e amparar quem pretende vender e comprar em uma loja virtual. Uma das especificações desta lei inclui a regularização da situação como empreendedor, que pode ser obtida através do cadastro MEI (Microempreendedor Individual) e CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

Como posso obter o MEI e CNPJ?

A formalização de sua situação como empreendedor é simples e imprescindível para a criação de seu e-commerce. Assim como seria com uma loja física, sua loja virtual vai precisar de um alvará de permissão para funcionamento. Para facilitar essa demanda, existe o cadastro de Microempreendedor Individual (MEI), que possibilita que sua loja tenha o próprio CNPJ e um alvará de funcionamento provisório. Após esse primeiro passo, é necessário que você procure a prefeitura de sua cidade e busque pelo serviço de emissão de alvarás, que irá conceder o documento definitivo. Entretanto é preciso estar atento, pois para ter direito ao cadastro MEI existem algumas especificidades: faturamento anual limitado, contratação máxima de um funcionário e não fazer parte de outra sociedade ou empresa.

Escolha a plataforma

Agora que sua situação como empreendedor já está formalizada, é hora de pensar na escolha da plataforma que irá criar e gerir sua loja virtual. Através dela que acontece todo o processo de oferta de produtos, venda e relacionamento com os clientes. Essa escolha exige atenção, pois faz toda diferença em como sua loja irá se apresentar para o público. Há muitas opções disponíveis na internet, mas dentre as mais populares e eficientes está o WooCommerce, plugin vinculado à plataforma de blogs e sites WordPress.

O WooCommerce possui a vantagem de permitir que sua loja seja criada por meio de códigos abertos, oferta inúmeras funcionalidades para o melhor funcionamento de sua loja e possui um design acessível e sem complicações, sendo uma ótima pedida para quem está começando.

Depois de resolver as questões legais e burocráticas, você precisa pensar nas demandas mais práticas e do dia a dia de sua loja: estoque, vendas, entrega dos produtos, formas de pagamento e canais de comunicação. Confira mais sobre cada uma dessas etapas.

Vendas e estoque

A vantagem de ter uma loja virtual e escolher uma boa plataforma como a citada anteriormente, é que cuidar do estoque e das vendas é super simples e prático, tudo fica ao seu alcance em apenas alguns cliques. O WooCommerce, por exemplo, permite que você tenha acesso a relatórios de vendas, estoque de produtos, clientes e acessos em sua loja no geral, facilitando e otimizando a administração de seu negócio.

Entrega de produtos

Tão importante quanto a escolha da plataforma, é decidir quais serão as formas de entrega dos seus produtos. A principal via acaba sendo através da Empresa Correios, que possui credibilidade e passa segurança para o comprador. Entretanto, há outras formas de envio/entrega, como é o caso das transportadoras e da possibilidade do cliente fazer a retirada diretamente com o vendedor. A escolha precisa ser pensada para a comodidade tanto de você, lojista, quanto de seu cliente. E nada impede também que sua loja ofereça mais de uma opção de entrega.

Formas de pagamento

Para sua loja virtual estar em pleno funcionamento, você precisa pensar nas formas de pagamento que estarão disponíveis para seus clientes. Existe uma gama de opções e, novamente, você precisa estar atento às necessidades do seu público. Há como optar por transferência eletrônica, boleto bancário, operadoras de crédito ou por empresas intermediadoras de pagamento, como é o caso da Paypal, PagSeguro e Mercado Pago.

Investimento em marketing digital

Você já cuidou dos detalhes legais e burocráticos, escolheu qual plataforma vai gerir seu negócio e pensou em como será realizado o processo de venda e entrega de seus produtos? Agora é hora de investir em estratégias de marketing digital que colocarão sua loja em destaque. Produza bons conteúdos, divulgue e patrocine sua marca, mantenha um bom relacionamento com seus clientes através de canais de comunicação e redes sociais e veja seu empreendimento prosperar!

Artigo escrito por nosso convidado Nelson Willian Co-fundador da Agência WnWeb. Desenvolvedor front-end, especialista em SEO, marketing digital e e-commerce. Atua na área desde 2011 e ama tudo isso e ainda plataforma open-source ;). Gostar de contribuir em fóruns, grupos de Facebook e com vídeos no youtube entre no meu canal https://bit.ly/2DRYkpJ.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post