Site por assinatura

Consultoria SEO

compartilhe esse post

Se você fez ou está pensando em fazer o desenvolvimento de e-commerce para o seu negócio, é importante saber como se preparar para gerenciá-lo para obter bons resultados. Por isso preparamos algumas dicas para gerenciar um e-commerce com excelência.

 

Se há uma coisa que os consumidores querem, são opções. No cenário de comércio eletrônico cada vez mais competitivo, uma pessoa geralmente pode encontrar o que está procurando em vários canais. 

 

Com isso, pode fazer compras usando seu método de pagamento preferido e receber seus pedidos quando e onde quiser.

 

Diante desse cenário, as possibilidades e conveniências que compõem o ecossistema de comércio eletrônico continuarão a crescer. Porém, é importante que as empresas saibam quais são as tendências para acompanhá-las. 

 

As empresas mais bem-sucedidas se adaptam às mudanças e implementam as melhores práticas com suas estratégias. 

 

Como empreendedor, seu objetivo é inovar com novas ideias e perspectivas. Há no mercado opções de curso de e-commerce gratuito que você pode considerar fazer. Neste artigo, vamos dar uma olhada nas melhores práticas de comércio eletrônico que você pode usar para expandir seus negócios em 2022. 

 

Dicas para gerenciar um e-commerce em 2022

dicas para gerenciar ecommerce

Aqui está uma lista com algumas dicas importantes para e-commerce, que te ajudarão a gerenciar de forma mais efetiva o seu negócio de comércio eletrônico e obter mais vendas. 

 

1. Comece criando metas SMART

Definir metas é importante para qualquer negócio, pois dá a você um foco claro sobre o que fazer. Mas você não deve definir metas aleatórias. Você precisa definir metas SMART que se tornarão o foco principal de você e de sua equipe.

 

Mas, afinal de contas, quais são essas metas? As metas SMART são os resultados desejados do seu negócio que giram em torno de etapas acionáveis. Veja a seguir como elas funcionam. 

 

  • Específica (S) – Definir metas específicas é crucial para alcançar o sucesso. Quando seus objetivos são claros, você achará mais fácil se concentrar no que precisa ser feito.

 

  • Mensurável (M) – Idealmente, seus objetivos devem ser mensuráveis ​​para que você possa avaliar seu progresso.

 

  • Atingível (A) –  Seus objetivos precisam ser acionáveis ​​para que você possa planejá-los de forma eficaz. Trabalhe em seus objetivos um passo de cada vez.

 

  • Relevante (R) – Uma coisa é definir metas significativas, mas você precisa que essas metas sejam realistas. Caso contrário, você acabará sonhando com as possibilidades e não agirá.

 

  • Temporal (T) – Suas metas devem ter um prazo específico anexado a elas. Isso ajuda você a priorizar suas tarefas e o motiva a concluí-las dentro do prazo especificado.

 

Ao definir metas SMART, você obtém uma visão melhor sobre para onde a sua empresa está indo.

 

2. Reinvestir os lucros em suas estratégias de marketing

Você comercializou com sucesso seus produtos e gerou lucro obtendo muitos clientes (vendas). Qual é o próximo passo? 

 

Agora você precisa reinvestir o lucro em suas estratégias de marketing. Você provavelmente já fez algum investimento em marketing para divulgar o seu negócio, então por que não capitalizar isso promovendo ainda mais sua empresa? 

 

Pense nisso como um investimento em que você gera ainda mais lucro no futuro. Ao reinvestir seus lucros em suas estratégias de marketing, você pode aproveitar seu sucesso este ano e fortalecer seus futuros esforços de marketing no próximo ano.

 

3. Ofereça várias opções de pagamento

Os clientes valorizam a flexibilidade de várias opções de pagamento porque facilitam a vida deles. Como empreendedor, você deve adequar seus serviços de acordo com as necessidades/preferências do seu público-alvo. 

 

O PayPal é a escolha mais popular para lojas de comércio eletrônico internacionais. Porém, existem muitas outras opções de empresas que facilitam os pagamentos em plataformas de e-commerce. 

 

Escolha opções de pagamento que melhor se adaptem ao seu e-commerce e aos hábitos de compra de seus consumidores.

 

4. Acompanhe os KPIs ao gerenciar um e-commerce

Os principais indicadores de desempenho ajudam as empresas online a tomarem decisões estratégicas baseadas em dados. Assim, você deve monitorar ao máximo as principais métricas de sua loja virtual. 

 

Dessa forma, você pode acompanhar seu progresso e avaliar o desempenho do seu negócio. Afinal de contas, como empreendedor, você precisa tomar decisões confiantes, não irracionais. 

 

Os sentimentos muitas vezes podem atrapalhar a boa tomada de decisões e, para evitar isso, você deve deixar que os dados conduzam suas estratégias e não suas emoções.

 

5. Use e-mail marketing

Há um equívoco comum de que o email marketing está morto. Mas isso não poderia estar mais longe da verdade, pois o email marketing é crucial para construir relacionamentos com seus leads. 

 

Sem ele, suas taxas de conversão cairão e você achará um desafio se conectar com seu público em um nível pessoal.

 

Claro, o marketing de mídia social é mais impactante, mas não tira o valor do email marketing. É por isso que você deve construir sua lista de e-mail para estabelecer conexões mais profundas com seus clientes em potencial.

 

6. Torne seu site compatível com dispositivos móveis

Um bom site é a espinha dorsal de uma loja de comércio eletrônico de sucesso. Se o seu site parecer desajeitado e carregar lentamente, espere que os visitantes do site saiam em questão de segundos. 

 

Você não quer que seus esforços de marketing sejam desperdiçados devido a um site ruim. Portanto, a criação de sites deve ter foco em torná-los o mais amigável possível para dispositivos móveis.

 

Tenha em mente que a grande maioria dos clientes hoje usa seus smartphones para procurar produtos/serviços. 

 

Seu site deve ser otimizado para dispositivos móveis para que os visitantes do seu site possam ter uma boa experiência de navegação. Isso torna mais fácil para eles encontrarem exatamente o que estão procurando, o que aumenta a credibilidade da sua marca.

 

7. Escreva um texto excelente

Quando se trata de criar listagens de produtos, seu objetivo é escrever uma copy (texto) clara e concisa. Não fique tentado a engarrafar a descrição do produto com todos os tipos de palavras-chave, pois isso afetará a visibilidade do seu conteúdo. 

 

O que você deve fazer é destacar os recursos do produto e responder a perguntas importantes que seus clientes possam ter.

 

Quando um cliente lê uma copy ruim, instantaneamente percebe que o vendedor não é confiável. Mais importante, você quer ser consistente com suas descrições em seus produtos. Dessa forma, poderá se comunicar de forma eficaz com seu público-alvo.

 

8. Opte por opções de envio mais rápidas

dicas para gerenciar ecommerce

Os clientes associam prazos de entrega mais rápidos a uma marca confiável. Os compradores online definitivamente desejam que seu pacote chegue o mais rápido possível. 

 

Ao se comprometer com opções de envio mais rápidas, você prova sua confiabilidade como loja online e cria confiança com seus consumidores.

 

Claro, você vai querer medir os custos para determinar se as velocidades de entrega mais rápidas valem a pena ou não. Mas, na maioria dos casos, seus clientes agradecerão por isso e acabarão como clientes recorrentes no futuro.

 

9. Esteja onde o seu público está

Essa prática pode parecer um pouco óbvia, mas é surpreendente quantas lojas de comércio eletrônico ignoram isso. Para gerar mais vendas, você precisa estar onde seu público está. 

 

Por exemplo, se seu público-alvo for de 18 a 25 anos, você provavelmente os verá no TikTok e no Instagram. Você deseja concentrar seus esforços de marketing nas plataformas certas para obter os melhores resultados.

 

A boa notícia é que existem muitas ferramentas online, onde você pode aprender mais sobre seu público-alvo, como o Consumer Barometer do Google (Think With Google), por exemplo. Aproveite as ferramentas para maximizar seus esforços de marketing.

 

10. Crie um programa de indicação

Se você deseja conquistar mais clientes, precisa criar um programa de referência. Um programa de referência incentiva seus clientes existentes a trazer novos, incentivando-os. 

 

Os incentivos podem vir na forma de descontos, cupons ou cartões-presente. O melhor dos programas de indicação é que você estabelece relacionamentos mais fortes com sua base de clientes existente enquanto atrai novos clientes.

 

Um programa de referência também ajuda a divulgar sua marca. Para pequenas e médias empresas, essa é uma tática de marketing que vale a pena considerar em 2022.

 

11. Eleve seu atendimento ao cliente

Há mais na construção de uma marca respeitável do que apenas vender um ótimo produto. Você precisa apoiar isso com um excelente atendimento ao consumidor para maximizar sua taxa de retenção de clientes. 

 

Você notará que as principais marcas on-line têm um público fiel de consumidores, e isso ocorre porque oferecem um suporte ao cliente excepcional junto com seus produtos de alta qualidade.

Como melhorar o atendimento ao cliente? Ao pedir feedback diretamente de seus consumidores. Aproveite o tempo para entender suas necessidades e preocupações. 

 

Seja rápido com seus tempos de resposta e sempre certifique-se de que o cliente esteja satisfeito ao final de uma chamada. Essas pequenas mudanças farão uma enorme diferença na percepção geral da sua marca.

 

12. Aproveite o Google Meu Negócio

Aqui está uma prática que direcionará o tráfego para seu site e sua loja física; configurar o Google Meu Negócio. Essa é uma ferramenta gratuita que permite exibir informações importantes sobre sua empresa, como o site, informações de contato, endereço e muito mais. 

 

O Google Meu Negócio é ótimo para otimização de mecanismos de pesquisa, pois ajuda você a aparecer no topo das classificações de busca.

 

A ferramenta é gratuita e todas as empresas devem utilizá-la para melhorar sua visibilidade nos mecanismos de pesquisa.

 

13. Forneça provas de clientes satisfeitos

Em 2022, as avaliações e recomendações de mídia social estão se tornando rapidamente o novo “boca a boca”. Os consumidores confiam neles quando desejam experimentar um novo local, marca ou serviço, assim como os clientes empresariais.

 

Segundo pesquisas recentes, 23% dos compradores de negócios consideraram os depoimentos de clientes um fator de confiança superior, enquanto 20% procuraram casos de referência para garantia. 

 

Portanto, colocar um grande esforço na criação e curadoria de prova social não servirá apenas para dissipar dúvidas sobre sua capacidade de atender às expectativas; o feedback que você recebe também pode ajudá-lo a melhorar sua oferta de produtos e serviços. 

 

14. Foque nas redes sociais 

As redes de mídia social ajudam as pequenas empresas a construir relacionamentos e confiança com os leads e convertê-los em clientes. Aumentar a fidelidade do cliente a uma marca ao longo do tempo contribui para engajar os clientes por um longo período.

 

Ao usar as mídias sociais, você tem a chance de ser recomendado para uma pessoa que está procurando mercadorias. 

 

Além disso, alguém que já comprou produtos de você e ficou satisfeito com a compra, atendimento e qualidade, provavelmente recomendará sua loja ou marca. 

 

As pessoas provavelmente comprarão produtos online das lojas ou marcas que foram recomendadas. E muitas vezes os clientes confiam nas recomendações pessoais nas mídias sociais.

 

É claro que não apenas as recomendações desempenham um papel importante nas compras online, mas também há avaliações que as pessoas verificam antes de comprar. 

 

Por esse motivo, é importante para qualquer empresa de comércio eletrônico solicitar avaliações de produtos e serviços dos clientes, além de pedir para compartilhá-los ou recomendá-los. 

 

A ideia de usar a mídia social é simples: quanto mais as pessoas falam sobre o seu negócio, mais valor você parece ter para os outros.

 

15. Implementar chatbots para gerenciar um e-commerce

A tecnologia de chatbot com inteligência artificial está permitindo que empresas de todos os tamanhos forneçam suporte ao cliente mais imediato. 

 

Isso não apenas cria oportunidades para oferecer melhores experiências aos clientes, mas também permite que as empresas coletem dados e insights valiosos dos clientes. 

 

Esses dados podem ser usados ​​para tornar suas experiências ainda mais pessoais e convenientes, sempre pensando na satisfação dos clientes. 

 

E embora essa tecnologia possa reduzir os custos operacionais, é importante observar que os chatbots não se destinam necessariamente a substituir funcionários humanos, mas sim a complementar e informar seus recursos de serviço. 

 

Por exemplo, os bots podem ajudar os clientes fora do horário normal de funcionamento e, se necessário, conectá-los a uma pessoa real. Mais uma vez, tudo se resume a dar opções aos consumidores.

 

Conclusão

Você está preparando seu e-commerce para o que vem pela frente? Ao implementar as melhores práticas de e-commerce para 2022, você estará colocando sua empresa na melhor posição para ter sucesso. 

 

Certifique-se de seguir essas práticas e implementá-las em suas estratégias no decorrer deste ano. Dessa forma, você pode manter a lucratividade do seu negócio fazer com que ele alcance novos patamares. 

 

Esperamos que tenha gostado das nossas dicas e que elas possam te ajudar a fazer o melhor gerenciamento possível do seu e-commerce.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post

Artigos relacionados