Quais tipos de site que existem e qual o ideal para o seu negócio

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Todos nós sabemos que na atualidade, possuir um site é algo fundamental para o sucesso de qualquer negócio, mas você sabe quais são os tipos de site que existem? 

Isso se deve principalmente a era tecnológica em que vivemos, onde as pessoas usam e abusam da internet diariamente, seja por um desktop ou dispositivo mobile. 

Logo, a internet se concretizou como o principal meio de propagação e compartilhamento de ideias e informações.

Mas, além disso, ela também serve para a negociação de produtos e serviços diversos, se demonstrando uma maneira de alavancar marcas e empresas. 

Em outras palavras, para qualquer negócio que esteja buscando êxito, a presença online aparece como uma espécie de obrigação.  

É necessário saber quais são os tipos de site e escolher o correto para seu negócio

Agora que já definimos que os endereços online são praticamente exigências para as empresas na era em que vivemos, está na hora de você descobrir outras características destas ferramentas. 

É interessante ter noção que não existe apenas um, mas vários tipos de site, que devem ser escolhidos com sabedoria, visando atender às principais demandas de seu negócio. 

Logo, não é recomendado optar por determinado modelo de site sem obter prévias informações sobre ele. Portanto, decidimos elaborar uma listinha com os principais tipos de portal para seu negócio. 

Entenda que nessa relação iremos detalhar um por um, apresentando para qual modelo de negócio eles são indicados e suas respectivas vantagens e desvantagens. Acompanhe:

1- E-commerce ou loja virtual

Quando falamos em negócios online, a primeira coisa que vem a cabeça das pessoas é um site de E-commerce ou, como também são conhecidos, lojas virtuais. 

Isso porque, trata-se de uma interface elaborada especificamente para a realização de vendas online

Logo, se você deseja realizar vendas de seu produto de maneira rápida e dinâmica, este é o modelo de site ideal para sua marca. 

O e-commerce ainda é disposto em duas subdivisões. A primeira também conhecida como business to business engloba as negociações realizadas diretamente entre duas empresas.

Mas ainda existe outro estilo chamado business to consumer, onde as empresas são responsáveis por vender o produto diretamente para seus consumidores. 

Também é interessante que você conheça quais são os principais benefícios apresentados pelos sites de vendas. Entre eles, podemos citar:

  1. redução de custos, tanto para consumidores quanto para a empresa;
  2. atendimento eletrônico especializado;
  3. praticidade na hora da compra;
  4. comodidade para entrega e recebimento de produtos;
  5. tranquilidade para escolher produtos por parte dos consumidores;
  6. menos tempo gasto na realização da compra.

Além das subdivisões apresentadas acima, as lojas virtuais também se separam em:

  • E-commerce com carrinho de compra: esta opção é a mais comum, sendo a que os clientes acessam, colocam o produto ou serviço no carrinho e realizam o pagamento digital.
  • E-commerce de assinatura: trata-se de um modelo de negócio de recorrência, onde o cliente realiza a assinatura de um produto ou serviço de forma mensal, semestral ou anual. É um site que tem uma complexidade maior na questão do pagamento digital e por isso precisa ser planejado melhor e com mais cautela.
  • E-commerce de cotação: é ideal para empresas que oferecem produtos ou serviços personalizados. Exemplo: uma empresa de fabricação de camisetas. O valor vai depender de acordo com as opções que o usuário selecionar, podendo escolher entre tipo de estampa, tecido, acabamento, etc. Tudo isso vai variar e o usuário irá solicitar um orçamento, não havendo compra direta nesse modelo de negócio.

2- Site institucional

Este tipo de site é completamente diferente dos sites de e-commerce. Isso porque ele não serve para vender o produto de maneira direta e sim para enaltecer a marca no mundo digital de maneira clara e dinâmica.

Assim, é comum que eles sejam empregados por empresas que desejam garantir a sua presença no meio digital e, de certa maneira, criar uma identidade nesse meio. Tudo isso de maneira extremamente profissional.

Além disso, ele se demonstra um site muito mais simples de se elaborar. Isso porque o seu design é bastante simples, objetivo e funcional. Desse modo não apresenta nenhum conteúdo em excesso, que poderia acabar poluindo a página. 

Entre os principais objetivos de um site institucional, podemos citar:

  1. apresentar sua empresa no ambiente online;
  2. apresentar as propostas da empresa para clientes em potencial;
  3. exibir serviços e produtos;
  4. mostrar produtos/soluções disponibilizados.

E não pense que por ser de certa maneira mais simples que ele privará a empresa de certas ações.

Mesmo com estas características mais específicas, através dele é possível trabalhar uma série de estratégias de marketing em mídias sociais e links patrocinados, que tendem a otimizar os resultados obtidos pela marca. 

 

3- Site One Page

A própria nomeação deste estilo de site já traz à tona um ar mais simplista. E é isso mesmo que o Site One Page é, um dos modelos mais básicos citados nesta lista. 

Assim, ele é recomendado principalmente para aqueles negócios que estão começando agora e desejam ter uma boa ascensão em um curto período de tempo. 

Isso porque, como o próprio nome sugere, trata-se de uma plataforma elaborada a partir do layout de apenas uma página. 

Com isso, é comum que empresas que escolhem o modelo possuem poucos arquivos para apresentar. 

Geralmente acontece o seguinte: existe uma página inicial com a presença de um menu. Quando o usuário clica nele, podem selecionar a parte do site que desejam visitar. 

Dessa maneira, a página se desloca suavemente até o setor desejado. É comum que as interfaces desses portais sejam muito bonitas, rápidas e de fácil utilização. 

Entretanto, sabe-se que quando são adicionados muitos arquivos a este tipo de site, ele pode ficar bastante lento e apresentar alguns problemas.

 

4- Blogs

Este é um dos tipos de site mais utilizados pelos empreendedores em ascensão. E você sabe o motivo para isso?

Bom, os blogs são uma das maneiras mais fáceis de aplicar e intensificar as estratégias de inbound e outbound marketing. 

Assim, ele atua como uma ótima ferramenta para o aumento de leads, promoção de produtos e serviços e até mesmo a elaboração de uma interface com o site da empresa ou outros canais online, como as redes sociais por exemplo. 

Além disso, muitas empresas contam com um blog corporativo. Ele serve para interagir melhor com seu público-alvo, disponibilizando conteúdos pertinentes com o objetivo de educá-los e guiá-los durante a sua jornada de compra no portal.

 

5- Site dinâmico

Os sites dinâmicos são aqueles que combinam diferentes seções. Assim, eles podem misturar partes de cunho institucional com um blog dentro de um mesmo site. 

Logo, neste modelo em específico a tendência é que o conteúdo mude bastante a acabe até mesmo se expandindo com o decorrer do tempo. 

Um site dinâmico ainda contribui muito para ações mais efetivas de marketing digital, já que não se limita a falar apenas sobre seus produtos. 

Sendo assim, nele você pode adicionar um diário virtual oferecendo dicas e informações importantes para cativar seu cliente.

O modelo é usado por empresas de diversos portes, trazendo bons resultados tanto para quem pode investir mais quanto para quem ainda atua com uma verba limitada. 

Assim, o site dinâmico é uma boa pedida para quem quer melhorar seu alcance na Internet e realmente concretizar a sua marca na rede.

 

6- Hotsite

Estes são sites esporádicos, geralmente elaborados para a divulgação de alguma campanha de marketing ou publicidade realizada no momento. 

Ele é responsável por estabelecer um prévio interesse de seus clientes antes do lançamento de algum produto ou serviço.

Trata-se de uma prática bastante comum entre restaurantes, quando lançam um novo prato ou até mesmo montadoras, ao desenvolver um novo veículo.

 

7- Landing Page 

A grande verdade é que as landing pages são extremamente similares aos hotsites. Entretanto, o foco principal é trabalhar com todo conteúdo em uma única página para apresentação de serviços / produtos, geração de leads e vendas. 

Assim, campanhas específicas em links patrocinados e redes sociais costumam direcionar seus visitantes para essas páginas.

Desse modo, além de atrair clientes para a página, a estratégia ainda possibilita que a empresa tenha maior noção sobre as taxas de conversão.

 

Como escolher entre tantos tipos de site?

Agora você já sabe a importância de um site para o seu negócio e quais são os mais utilizados entre eles, mas o grande questionamento ainda é: Qual dos tipos de site é o mais adequado para a minha empresa? 

Bom, é bem verdade que com tantos modelos disponíveis fica bem difícil escolher. Contudo, você deve focar naquele que melhor corresponda aos objetivos de seu negócio. Além disso, também é importante que todos eles estejam de acordo com as regras de SEO  e que ele apresente todos os recursos que você precisa para gerir o seu negócio e atender os clientes da melhor maneira possível. 

É possível oferecer uma experiência intuitiva, agradável e dinâmica para eles, o que consequentemente agrega maior credibilidade à sua marca. Inclusive, é muito importante que todos eles sejam sites responsivos, ou seja, se adaptem a diferentes tamanhos de tela, seja no computador, ou no celular. 

Para saber qual é o melhor tipo de site para você, busque o auxílio de empresas especializadas em comunicação e marketing!

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email