Quanto custa um site profissional?

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Quanto custa um site profissional? Existe alguma tabela de preços para a criação desse tipo de site? Qual o orçamento devo reservar para isso? Estas são provavelmente algumas perguntas feitas por quem precisa criar um site profissional.

Muitas pessoas criam seus próprios sites. Atualmente, existem quase 1,9 bilhão de sites e esse número está crescendo diariamente.

Antigamente um site só era possível de ser desenvolvido por uma pessoa especializada em desenvolvimento web. Uma vez que ter seu próprio site se tornou uma coisa muito comum, é provável que você imagine que seja fácil e simples responder a pergunta de quanto custa um site profissional.  

Acontece que os valores exatos são muito difíceis de encontrar.

O preço de cada site é individual e até subjetivo.

O preço médio para criação de um site profissional varia de acordo com suas funcionalidades e sua localidade. Sites institucionais tendem a ter um custo menor do que sites de vendas online, por exemplo. Para um site institucional de 5 a 10 páginas, em média custa entre R$2.500,00 à R$8.000,00.

Sendo assim, neste artigo vamos:  

  • Determinar quanto custa um site profissional e dar a você algumas opções comuns.
  • Discutir os custos dos diferentes componentes do site em detalhes. Dessa forma, é possível escolher opções de acordo com suas próprias necessidades e orçamento.
  • Identificar qual a melhor alternativa para o seu caso: Wix ou WordPress.

Boa leitura! O que envolve o custo de um site profissional? Como primeiro passo, vamos olhar para tudo aquilo que envolve algum investimento financeiro durante a criação do site. Ou seja, vamos conferir alguns detalhes importantes de quanto custa um site profissional.  

Quanto custa um site profissional?

Quanto custa um site profissional

Embora o preço de um site seja altamente individual e até mesmo subjetivo, como já falamos, algumas coisas são universais em todos os processos de criação de sites e, portanto, determinam o custo deles. Veja abaixo.

1.Tipo de site e número de páginas

Os sites não são iguais. O preço depende muito do tipo de site que você está construindo. Um blog simples é mais fácil de construir do que uma loja virtual. Um site de uma pequena empresa tem menos páginas do que um site de uma grande corporação, por exemplo.

2. Domínio e hospedagem

Toda presença na web precisa de uma residência e um endereço para encontrá-la. Em termos de sites, isso quer dizer um servidor e um endereço de domínio. O custo de um domínio .com.br é de R$40/ano e pode ser comprado no Registro BR. Já o servidor de hospedagem o custo pode variar bastante, a depender da qualidade e da velocidade que ele irá te entregar.

3. Tecnologia básica

Todos os sites são desenvolvidos por linguagens de programação. Isso pode ser puro HTML com folhas de CSS ou arquivos PHP é um sistema de gerenciamento de conteúdo como o WordPress ou Wix, por exemplo. Dependendo da sua escolha, os custos serão diferentes.

4. Componentes adicionais

A tecnologia básica não é tudo. Dependendo da funcionalidade, você pode precisar de plugins adicionais, aplicativos ou serviços de terceiros, muitos dos quais são pagos e custam aproximadamente U$30 por licença.

5. Configuração / Design / Desenvolvimento

Construir um site não é apenas adquirir as peças, elas também precisam ser montadas. Você pode fazer isso sozinho ou contratar alguém. Neste último caso, terá que pagar por isso. E se decidir fazer sozinho, terá que dedicar bastante tempo.

6. Manutenção de Site

Por fim, também é necessário manter o site funcionando. A manutenção contínua também faz parte do plano de custo do seu site.

Aqui estão alguns possíveis cenários onde um custo padrão será necessário para a criação do seu site. Os custos específicos de cada uma das etapas acima, veremos mais adiante, ainda neste artigo.

Quanto custa fazer um site profissional sozinho, com freelancer ou com agência

Agora, veja quanto você investiria para desenvolver um site de 3 formas diferentes: sozinho, contratando um freelancer ou contratando uma agência. Continue lendo!

Opção 1 – Faça tudo sozinho

Quanto custa um site profissional

Fazer sozinho obviamente é a opção mais em conta, pois você não irá colocar no custo as suas horas de trabalho/aprendizado.

Dessa forma,  seus custos iniciais seriam:

  • Registro de domínio – R$40,00 por ano
  • Servidor de hospedagem – uma média de R$180/ano para hospedagens compartilhadas e e R$800/ano para hospedagens VPS/Cloud
  • Tema de WordPress – R$240.

Ou seja, inicialmente investindo a partir de R$460 você conseguirá criar um site você mesmo.

Para essa opção dar certo, você precisará trocar seu dinheiro por tempo.

Terá que dedicar tempo para aprender a utilizar as ferramentas e entender como customizar da maneira adequada o seu site. 

“Mas eu não sei programar”, é possível que esteja pensando.  

Sem problemas!

Hoje em dia, há tecnologia suficiente para permitir a criação de um site sem codificação, como o Wix ou WordPress por exemplo. Sendo assim, é absolutamente possível criar um site sozinho, ou seja, sem a ajuda de ninguém.  

No entanto, fazer tudo sozinho exigirá muito tempo e trabalho. Além disso, também você terá que aprender várias coisas, não terá um suporte adequado, a qualidade não vai ficar profissional, entre outros problemas. Sendo assim, é importante rever essa opção antes de qualquer coisa.

Vantagens de fazer site sozinho

  • Custo mínimo
  • Só depende de você
  • Maior liberdade e autonomia para fazer do seu jeito

Desvantagens de fazer site sozinho

  • Curva de aprendizado grande
  • Não tem ninguém para prestar suporte à você
  • O site pode não ficar com uma aparência profissional
  • O site pode não estar de acordo com algumas boas práticas essenciais
  • Fazer escolhas erradas e perder muito tempo

Opção 2: Contratar um Freelancer

Quanto custa um site profissional

Essa opção é um custo intermediário. Intermediário pois, em geral, os freelancers por ter menos obrigações fiscais e encargos, conseguem fazer orçamentos de site mais enxutos e mais em conta do que uma agência por exemplo. O custo de um site feito por um freelancer vai depender basicamente da experiência desse profissional no mercado.

A média de valores pode ir de R$600 a R$5000 por site. Inclusive pode ser mais do que R$5000, pois, como dissemos, um dos itens que mais afeta na precificação de um site é o tamanho/complexidade do mesmo.

Nesse caso, o custo de um site depende de quem é este profissional freelancer, quanto custa a sua hora de trabalho e quanto tempo seu projeto leva para ser concluído. Um site padrão do WordPress, por exemplo, leva de 25 a 40 horas.  

O problema aqui é que o freelancer, muitas vezes, não possui a experiência que uma agência de criação de sites possui (como veremos abaixo), não tem a capacidade de desenvolver projetos avançados, ou seja, com melhores recursos, entre outras questões. Portanto, apesar de ser uma opção mais em conta, pode não ajudar você a atingir os resultados esperados.  

Vantagens de fazer o site com Freelancer

  • Preço intermediário
  • Menos burocracias
  • Irá fazer o trabalho por você

Desvantagens de fazer o site com Freelancer

  • Pode não ter muita experiência
  • Em geral não tem uma equipe ou uma estrutura para tocar o projeto melhor
  • Menos segurança na contratação – (há muitos casos de clientes que chegam aqui na UpSites com experiências bem traumáticos do tipo “o freelancer sumiu com meu dinheiro”)
  • Muitas vezes não consegue cumprir os prazos por ser sozinho

Opção 3: Trabalhar com uma agência

Quanto custa um site profissional

Nessa terceira opção podemos falar com propriedade! Aqui na UpSites, vendemos sites com investimento a partir de R$2.300 (pagamento único sem mensalidades)

Por sua vez, trabalhar com uma agência de criação de sites é outra história.

Com essa opção é possível interagir com várias partes responsáveis ​​por diferentes áreas (design, branding, desenvolvimento web, SEO, etc.). Isso é capaz de tornar o processo muito mais profissional e de alta qualidade.  

Quando você trabalha com uma agência você terá um time empenhado em fazer um site profissional em todos os aspectos. Desde cuidados simples como o tipo e tamanho de imagem que deve ser utilizado até o trabalho intenso de criação da identidade visual.

Se você está querendo investir no seu negócio, com certeza o melhor caminho é contratar uma agência focada em criação de sites.

É claro que aquela questão de quanto custa um site profissional pode ser bastante diferente aqui. No entanto, tudo deve ser encarado como um investimento.  

Nas agências, o valor por hora de trabalho pode estar entre R$ 100 e R$ 300 ou mais, vai depender do modelo de negócio de cada agência.  

Vantagens de fazer o site com uma agência

  • Expertise para fazer projetos mais complexos
  • Maior poder de criação, aparência profissional
  • Maior agilidade no desenvolvimento
  • Maior segurança na contratação
  • Suporte constante
  • Consultoria digital

Desvantagens de fazer o site com uma agência

  • O investimento costuma ser mais alto

Para ajudá-lo a decidir a melhor opção de contratação para a criação do seu site, na próxima seção deste artigo sobre o velho dilema de quanto custa um site profissional iremos destrinchar ainda mais os custos envolvidos no desenvolvimento de um site.  

Quanto custa um site profissional – Detalhamento dos custos

Domínio e Hospedagem

Domínio e hospedagem estão entre as necessidades básicas de um site. Por esse motivo, eles devem ser o primeiro aspecto a serem incluídos nos curtos. Embora existam muitos tipos de hospedagem, quando se trata de criar seu próprio site, há 3 opções principais: A Hospedagem Compartilhada, a Hospedagem VPS e a Hospedagem Dedicada.

Hospedagem Compartilhada

Este tipo de hospedagem pode ser um boa opção para começar. Entre outros tipos de planos de hospedagem, é o que a maioria das pessoas escolherá. É chamado hospedagem compartilhada porque seus dados (arquivos de sites, bancos de dados, e-mails etc.) são armazenados em um servidor que é compartilhados com outros clientes da empresa de hospedagem. É adequado para site com baixo volume de tráfego.

Para lhe dar uma analogia, a Hospedagem Compartilhada é como andar de ônibus. Você terá que dividir seu espaço no ônibus com outras dezenas de pessoas e sua velocidade para chegar no destino será menor. Pelo fato de ter um preço muito em conta, você acaba sacrificando a segurança, conforto e velocidade do seu site.

Custo médio: R$ 10/mês

DICA: Muitas empresas fazem promoções malucas e conseguem descer o preço para algo em torno de R$3,00 ou R$4,00 por mês. Um exemplo, é a Hostinger que costuma ter os melhores preços do mercado e para quem está começando é uma boa opção.

Hospedagem VPS

Quando analisamos a hospedagem compartilhada acima, um dos principais pontos a considerar é que você está compartilhando os principais recursos do servidor, como RAM e CPU. Sendo assim você tem um limite menor que não pode ser ultrapassado o que irá fazer com que seu site fique um pouco lento.

Você também terá uma limitação para configurar algumas coisas do seu servidor (memória do servidor, tamanho máximo de upload, versão do PHP), o que pode afetar sua performance ou mesmo causar alguma incompatibilidade em seu site.

Para a maioria das pessoas, isso não será um problema. Mas se você quiser hospedar um site / loja virtual / blog com mais acessos ou quiser executar uma configuração específica exigida pelo software do seu site, uma Hospedagem VPS definitivamente atenderá às suas necessidades melhor que a Hospedagem Compartilhada.

Com a Hospedagem VPS seus dados são armazenados na nuvem, em vários discos rígidos diferentes em vários servidores físicos. O resultado é que a velocidade do seu site aumenta, a probabilidade dele cair diminui drasticamente, e a capacidade de receber tráfego é muito maior.  

Uma boa analogia para a Hospedagem VPS seria com um táxi. Ela tem mais espaço, menos pessoas dividindo o espaço com você, e você terá maior velocidade e segurança.

Porém, você pode contratar uma VPS gerenciada ou configurar a sua própria VPS. Caso você não tenha conhecimento avançado em infra estrutura e TI, recomendo fortemente que você invista em uma VPS gerenciada. Não é difícil criar um servidor VPS sozinho, porém não tem suporte para te ajudar, o que significa que você pode ter problemas e não conseguir soluciona-los sozinho.

Custo médio de uma VPS: R$25/mês

Custo médio de uma VPS gerenciada: R$50/mês

Hospedagem Dedicada

Tal como acontece com a opção VPS, num servidor dedicado você está no controle total, mas desta vez você não compartilha o hardware com ninguém, nem mesmo na nuvem. É o máximo em termos de poder e controle porque você obtém todos os principais recursos do servidor atribuídos apenas ao seu site, como CPU, RAM e espaço em disco.

Voltando à nossa analogia, isso é como possuir sua própria Ferrari. Você pode usá-lo completamente, quando quiser e personalizá-lo da forma que bem entender. Você está 100% no controle e com máxima velocidade.

Se você não tiver um site ou loja virtual muito robusto essa opção não compensa, pois irá ter um investimento alto mensal e provavelmente não irá precisar disso tudo.

Custo médio: A partir de R$450/mês

Custos de domínio

Um servidor não é tudo que você precisa. Seu site também deve estar acessível. Portanto, é necessário ter um nome de domínio.

Muitas soluções hospedadas oferecem um subdomínio gratuito. No entanto, para qualquer tipo de finalidade profissional, você provavelmente desejará seu próprio nome de domínio personalizado. Exemplo: www.suamarca.wixsite.com.br

Os domínios que terminam em .com, .net, .org ou outros domínios padrão, podem custar cerca de R$40 por ano. Já alguns com terminações diferentes são mais caros, na faixa de R$150 / ano. Software / Plataforma  Um site não precisa apenas de casa e endereço, ele também precisa de uma base – a tecnologia que o executa. Alguns anos atrás, isso era simplesmente HTML, CSS e/ou PHP. Sendo assim, se você quisesse um site, precisava criar os arquivos e colocá-los no servidor.

Quanto custa um site profissional: Ferramentas e Tecnologias

Quanto custa um site profissional

Nos dias de hoje, temos outras formas de executar sites, ou seja, sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) e construtores de sites.

Sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS)

No lado CMS, os mais comuns são o WordPress, Joomla e Drupal. O WordPress é o mais popular, de longe ( 53% do mercado, executando mais de 30% de todos os sites na Internet mundial).

Todos eles têm algo em comum: são pacotes de software de código aberto e, portanto, totalmente gratuitos para uso. Tenha em mente que ainda há alguns custos associados a eles.

Dependendo do tipo de site que precisa, você provavelmente necessitará de alguns complementos pagos, por exemplo, templates de sites profissionais ou plugins para funcionalidades adicionais. Esse é um dos motivos pelos quais a questão de quanto custa um site profissional varia tanto.  

Custo médio para aquisição de um bom template: R$ 240

Custo médio para compra de um bom plugin: R$ 120

Construtores de sites

Outra opção popular para construir seu próprio site é usar um construtor de sites. Esses construtores são soluções hospedadas que permitem que pessoas sem conhecimento técnico criem sites sem codificação.  

Os construtores de sites geralmente cobram mensalmente e oferecem planos diferentes com mais ou menos recursos. Em média, eles custam entre R$15 e R$60 por mês.

Como mencionado, eles também vêm com hospedagem, então você pode subtrair esse custo do total. Um dos exemplos mais famosos é o Wix e o Squarespace, que são plataformas tudo em um. Em geral não são usadas para sites profissionais, por terem algumas limitações principalmente relacionado a posicionamento do site no Google.

Embora quase todos os criadores de sites ofereçam planos gratuitos ou pelo menos testes gratuitos, para obter a mesma quantidade de recursos que um CMS como o WordPress, geralmente é preciso pagar mais por mês.

Custos de design e desenvolvimento

Depois de decidir em qual sistema executar seu site e onde hospedá-lo, é hora de juntar tudo. Para o design e desenvolvimento, o custo depende principalmente de quanto trabalho você pode fazer sozinho versus quanto pode pagar a outras pessoas ou empresas para fazê-lo.  

Esse é outro fator que influencia na questão de quanto custa um site profissional.  

Custo de manutenção

Uma vez que seu site esteja pronto e online, é necessário lidar com a manutenção. Mesmo que isso geralmente não chegue perto dos custos da primeira instalação, ainda é algo a ser considerado. O custo pode ser de forma pontual – pagar quando der problemas – ou pagar de forma mensal para alguém cuidar do seu site de maneira regular. 

Aqui na UpSites, vendemos um Plano de Cuidados com o Site, que já contempla tudo que você vai precisar:

  • Servidor de hospedagem
  • Contas de email
  • Atualização semanal do site
  • Segurança do site
  • Certificado digital de segurança
  • Backups diários
  • Suporte especializado
  • Vídeos de treinamento para gerenciar o site

Tudo isso junto cobramos R$159,90 por mês. Claro, não é o preço mais em conta do mercado, porém você terá a segurança e a comodidade de deixar o site nas mãos deu ma empresa séria e de qualidade.

Atualizações

O software está sempre evoluindo com novos recursos, melhorias de código, etc. Em plataformas de criação de sites, essa não é uma preocupação. Já com sistemas como o wordpress, é necessário sempre atualizá-lo.

Segurança

Uma vez que o site esteja online, é necessário mantê-lo seguro. Isso significa backups e outras medidas de segurança.

Certificado de segurança digital (SSL)

Sabe aquele cadeado verde que você vê em alguns sites ao lado da barra de endereço? Pois bem, esse é o certificado digital de segurança (SSL), que é um item para melhorar a segurança do seu site e também já é um pré-requisito exigido pelo Google. Você pode optar por usar um SSL grátis ou contratar um SSL pago em seu servidor de hospedagem, que terá um custo médio anual de R$500. 

Quanto custa um site profissional: Custos do Marketing

Quando seu site está online, você precisa também divulgar e prospectar, para que ele comece a fazer dinheiro. Isso traz tarefas adicionais e / ou custos adicionais:

Marketing de conteúdo

Se você quer vender seu site, criar um blog é uma das melhores maneiras de fazer isso. O WordPress é uma excelente opção para isso. Você pode criar artigos por conta própria ou contratar um redator.

SEO

Search engine optimization, também conhecido como SEO não é necessário apenas para lançar o site. Se o seu site está mudando muito (por exemplo, por causa de postagens semanais no blog), e você deseja ser encontrado no Google, também será necessário atualizar os conteúdos para um bom posicionamento no mecanismo de busca. E como não poderia ser diferente, isso também tem um custo.

Custo médio para a criação de conteúdo: R$50 por artigo

Custo médio para a otimização do conteúdo para SEO: A partir de R$700/mês

Conclusão 

Sendo assim, podemos concluir que para a maioria dos usuários que quer um site realmente profissional o WordPress é provavelmente a melhor solução.

Quanto custa um site profissional então?

A resposta certa para a questão de quanto custa um site profissional é que depende de muitos fatores!

Você pode somar os valores médios que apontamos ao longo deste artigo de chegar as suas conclusões. Tudo dependerá das suas preferências, necessidades e orçamento. Dependerá de quanto você está disposto a investir e o que irá terceirizar para uma agência de criação de sites.  

A menos que você tenha bastante tempo livre para dedicar a aprender tudo que é necessário para fazer sozinho, e mais, colocar tudo isso em prática, nosso conselho é optar por um site desenvolvido no WordPress por uma boa agência de criação de sites e hospedado num servidor VPS.

Delegar atividades e funções que você não domina é o comportamento mais empreendedor que pode ter. Com isso, você consegue focar com tranquilidade na gestão e no crescimento do seu negócio e deixa o desenvolvimento de site com quem entende. Se você parar para fazer um site profissional, caso não seja um web designer ou desenvolvedor web, provavelmente o resultado não será bom.

Além disso, o WordPress tem, de longe, o maior ecossistema de todas as opções. Consequentemente, existem soluções para quase tudo o que você precisar por lá. O WordPress também é incrivelmente flexível e não há praticamente nada que não seja possível fazer com ele.

Mais importante, tudo o que é construído com o WordPress é completamente seu. Você tem controle total sobre o que está acontecendo com seu site e possui todo o conteúdo. Além do mais, pode fazer o que quiser com o seu site, inclusive transferi-lo para outra empresa de hospedagem.

Portanto, agora que já sabe em média quanto custa um site profissional e que o WordPress pode ser sua melhor opção, por que não investir em um? Entre em contato conosco, e nós faremos questão de te mostrar quando seu site profissional irá custar 🙂

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email