Guia SEO: Como otimizar o seu site

compartilhe esse post

Estar na primeira página do Google é essencial para o sucesso de sua página. Porém, sabemos que a otimização SEO não é um processo fácil.

De acordo com o Rodrigo Macedo, especialista em negócios digitais, é possível alcançar tráfego vindo de sistemas de busca como o Google e Bing. Para isso, você precisa encontrar formas para otimizar seu site em SEO.

Neste artigo, nós veremos os principais mecanismos de SEO que o Google está considerando.

Se você ainda não sabe do que estamos falando, SEO é a sigla para Search Engine Optimization. Como o nome indica, é uma otimização feita para seu site para que as informações contidas nele fiquem mais amigáveis para os motores de busca, não apenas do Google, mas também de outros buscadores.

Quando seu site está no topo da lista de uma pesquisa, você tem tráfego orgânico, ou seja, aquele que você não paga nada para receber visitas.

Os algoritmos do Google já tiveram várias atualizações, como Panda, Penguin, Hummingbird, entre outras. Dessa forma, o que funcionava antes, pode não funcionar desse ano em diante.

 

SEO On Page

O SEO On Page trata-se das otimizações realizadas dentro da própria página. São as técnicas que você vai utilizar, internamente, para facilitar a visualização de seu site pelos mecanismos de busca.

Vamos conhecer as principais delas:

Título

Esta é uma propriedade HTML que informa qual será o título da sua página. Este é o título que aparecerá nos motores de busca. Se você colocar um título não atrativo, por exemplo, as pessoas não vão clicar.

O recomendado, neste caso, é colocar as palavras-chaves referentes ao seu produto e nunca utilizar termos genéricos, slogans ou frases que não tenham relação com o que será apresentado.

Uma observação importante sobre o título e as palavras-chave é a ordem de relevância. Os motores do Google dão mais importância para os termos à esquerda, dessa forma, comece os títulos pelas palavras-chaves.

Outra dica é não utilizar mais de 65 caracteres nos títulos, uma vez que nos resultados de pesquisa há essa limitação.

Meta Description

Essa informação não está muito relacionada à posição que seu site irá aparecer na busca, mas sim, na possibilidade que o usuário tem em clicar em seu link.

O meta description é aquela pequena informação colocada, pelos sites de busca, abaixo do título da página. É como se fosse um resumo do que será apresentado.

O texto que você colocar ali precisa ser convincente, de forma que o usuário queira clicar para ler seu conteúdo. Quanto mais persuasivo for o seu texto, mais cliques sua página terá.

Uma dica, neste caso, é utilizar o chamado call-to-action (CTA).

URL

A URL você sabe o que é. Mas o que ela tem a ver com SEO? Você certamente já viu um endereço assim: https://(enderecodosite)/3xS245WER

Este é um exemplo de uma URL mal formatada, do ponto de vista do SEO. Muitas vezes isso acontece quando a criação dos links é de forma automatizada.

O problema delas é que os motores de busca fazem a pesquisa, também, nos endereços dos sites. Dessa forma, é essencial a criação de nomes criativos, contendo as palavras chaves.

Ter links com nomes mais simples é importante, também, porque a maioria dos usuários não compartilham os links nas redes sociais, mas acabam digitando o endereço. Links complexos vão fazer o usuário desistir de compartilhar seu conteúdo.

Um bom exemplo de URL bem otimizada é: https://(enderecodosite)/nome-do-post ou então: https://(enderecodosite)/categoria/nome-do-post.

Imagens

As imagens que você utiliza em seu site também interfere no SEO. Otimizar elas, significa aparecer na frente dos seus concorrentes.

A primeira orientação diz respeito ao tamanho dos arquivos. Imagens muito pesadas, além de fazer seus usuários desistirem de visitar suas páginas, são mais ignoradas pelos sites de busca do que imagens menores.

Além disso você tem que prestar atenção para otimizar mais 3 fatores:

  1. Nome do arquivo da imagem. Por exemplo: em uma página que minha palavra-chave foco é “dentista são paulo” a imagem deve conter a palavra-chave no nome “dentista_sao_paulo.jpeg”
  2. No texto alternativo, também conhecido com ALT
  3. Na descrição da imagem

Essas informações são lidas pelos robôs de busca para saber do que determinada imagem se trata. Utilize palavras-chave que definam bem o que elas representam, preenchendo corretamente os 3 pontos acima.

Subtítulos

Os subtítulos indicam a prioridade de determinadas partes do seu texto. Quando você coloca uma palavra chave em um subtítulo, os robôs de busca dão mais importância para elas, do que para as palavras soltas dentro do texto.

Os subtítulos são representados pelas tags HTML H1, H2 até o H6.

O H1 é o mais importante e deve ser único dentro do texto, pois trata-se do título. As tags restantes você deverá distribuir dentro do seu conteúdo, de acordo com a prioridade.

Exemplo:

Geralmente é usado o H2 para determinar um subtítulo do H1 e as demais seguem a mesma linha de raciocínio.

Links internos

Links internos são aqueles links que você coloca dentro do seu site e que apontam para outras matérias, dentro do seu próprio site.

O primeiro motivo deles serem essenciais é que os motores de busca passam a ter conhecimento de que novas páginas existem e, assim, indexam mais rápido o seu conteúdo.

O segundo motivo é o fato disso fazer com que o usuário fique mais tempo dentro da sua página.

Quando ele encontra outros conteúdos, ele continua navegando, fazendo com que sua audiência não caia.

O ideal é linkar de dois a três conteúdos por matéria.

Sitemap.XML

Sitemap é um conteúdo que tem todos os links de seu site, informando o que cada link representa.

Isso facilita a leitura pelos mecanismos de busca e faz com que seu conteúdo não demore tanto para aparecer nos buscadores.

Palavras-chave

Falamos muito de palavras-chave até aqui, afinal, este é um dos pontos mais importantes na criação de seu conteúdo, seja nos links, textos ou até mesmo nas propriedades das imagens.

Sabendo da importância da palavra-chave, muitas pessoas costumam colocar elas em seu site de forma repetitiva. Este é um conceito ultrapassado e é prejudicial, podendo fazer com que ele seja marcado como SPAM pelos motores.

O Google e outros mecanismos utilizam o conceito de semântica, ou seja, a palavra-chave é muito importante, mas precisa ser utilizada da maneira mais natural possível.

Outra dica interessante é dar ênfase às palavras chaves, colocando-as em negrito, mas nunca exagere. Não se deve destacar todas as palavras chaves do texto.

Alguns especialistas em SEO recomendam que a palavra-chave seja usada no máximo até 1,5% do texto.

Design responsivo

Diferente do que acontecia até bem pouco tempo, hoje, o acesso à internet é realizado mais pelo smartphone do que por um desktop comum.

Acontece que muitas páginas não estão preparadas para receber o usuário de celular, fazendo com que a visualização muitas vezes fique distorcida.

Os sites precisam ser responsivos, ou seja, devem se comportar exatamente da mesma forma, independente do jeito que você os acesse.

De acordo com Rodrigo Macedo, o Google possui um algoritmo que consegue identificar sites responsivos, e irá priorizar sites com melhor usabilidade.

Velocidade de carregamento

Quem visita sua página quer que ela abra rapidamente. Um site rápido vai fazer seus usuários permanecerem nele.

Segundo informações de alguns testes realizados, ninguém compra algo de um site que demore para carregar.

SEO Off Page

Agora vamos falar dos fatores externos que vão influenciar no SEO do seu site. Não é apenas mexendo em tags e formatação que você vai otimizar seu site para que ele apareça em destaque nos motores de busca.

Vamos conhecer alguns deles:

Backlinks

O segredo em se destacar nos motores de busca é se tornar uma autoridade sobre determinado assunto.

Se sites importantes, que já possuem destaque começam a linkar para a sua página, os buscadores levarão em conta que o seu site é de destaque, ganhando prioridade nos resultados.

Guestposts

A técnica consiste em publicar posts para outros blogs, assinando o seu conteúdo.

Mas por que você faria isso?

O público do seu site já lhe conhece e, em geral, é fidelizado. Quando você escreve para outras páginas está alcançando uma nova audiência, com isso, você tem uma maior divulgação de seu conteúdo, pode conseguir mais visitas, fazer crescer a sua lista de email e até mesmo realizar vendas se você trabalha com marketing de afiliados.

Parcerias

Vimos como é importante que outros sites coloquem links para sua página, mas, nem sempre é fácil conseguir isso.

A parceria surge como uma forma de concretizar isso.

De alguma forma você pode gerar conteúdo para alguém e em troca, o parceiro coloca um link para a sua página.

O ideal é que os parceiros possuam um conteúdo relacionado a sua área de atuação.

Comentários

Que tal comentar em outros sites, blogs ou até mesmo em redes sociais utilizando a sua marca.

É claro que não é qualquer tipo de comentário que vão influenciar os outros.

Comentários inteligentes e que demonstrem o seu conhecimento vão ajudar no processo de você se tornar autoridade sobre determinado assunto.

Redes sociais

As redes sociais são ferramentas poderosas para divulgar o seu conteúdo e ajudam em muito no SEO.

Para tanto, é essencial que as matérias do seu site tenham a opção de compartilhar o conteúdo.

Além disso, compartilhe o máximo possível as matérias de sua página em redes como Facebook e Instagram.

Dependendo do envolvimento que suas publicações tiverem e a quantidade de vezes que os usuários compartilharem, seu conteúdo pode atingir milhares de pessoas.

Seja local

Você já deve ter buscado algum determinado assunto e encontrou empresas ou conteúdos relacionados próximos de onde você está.

Isso porque o Google considera, em muito, a questão local.

Uma técnica interessante de SEO Offpage é criar conteúdos regionais. Em um primeiro momento pode parecer que você está restringindo a quantidade de pessoas alcançadas (e isso até é verdade), mas o destaque que você vai ganhar nos motores de busca irá compensar.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post