Dicas de captação de alunos para faculdades A competitividade do mercado de trabalho faz com que as empresas e instituições busquem se adequar, adaptar e melhorar a forma de fazer com que seus produtos e/ou serviços cheguem aos olhos do...

Dicas de captação de alunos para faculdades

A competitividade do mercado de trabalho faz com que as empresas e instituições busquem se adequar, adaptar e melhorar a forma de fazer com que seus produtos e/ou serviços cheguem aos olhos do público consumidor.

Esse fato é uma realidade também para as instituições de ensino, principalmente quando falamos sobre faculdades privadas, pois essas empresas precisam vencer alguns obstáculos para chegar até o seu público-alvo: os alunos.

Vamos conhecer um pouco dessas dificuldades e saber como elas podem driblá-las para ajudar nos trabalhos de captação de alunos para faculdades?

Por que é difícil?

Existe certo preconceito dos alunos com as instituições de ensino superior privada. Isso porque muitas delas têm a imagem de que apenas é necessário pagar para passar, sem a necessidade de estudar e se esforçar. A crítica é feita aos seus sistemas avaliativos.

Além disso, existe a questão dos valores. Muitos alunos desistem de adentrar em uma faculdade particular por não terem a condição de pagar as mensalidades.

Essas dificuldades precisam ser avaliadas para que os responsáveis pelo marketing consigam vencê-las e chegar a uma forma eficiente de captar os alunos.

Dá uma olhada na quantidade de pesquisa para o nicho:


Como fazer essa captação?

Muitas instituições, sejam elas da área de ensino ou não, se perdem na tentativa de angariar novos consumidores justamente por não definirem bem as suas estratégias. Como vamos falar especificamente do que fazer para realizar a captação de alunos para faculdades, alguns pontos vão ficar bem evidentes e esclarecidos.

- Relacionamento: uma das situações que mais incomodam os alunos em instituições privadas é o fato de que elas deixam transparecer que o importante é a quantidade de alunos, e não a qualidade. Milhares de processos seletivos por ano, salas por muitas vezes lotadas demais. Isso tudo colabora para a construção de um relacionamento ruim com seu público-alvo.

As faculdades precisam construir e planejar as ações com uma base sólida. Primeiro deve ser definido o objetivo: “Quero captar cem alunos até o final do mês de dezembro”. A partir da meta, devem ser trabalhadas ações de marketing, follow ups (ou seja, ligações diretas para os estudantes), divulgações em rádios, TV e redes sociais, entre outros métodos de divulgação.

- Divulgação: as ações de marketing da instituição devem ser voltadas para duas vertentes - a primeira é enaltecer a qualidade do ensino aplicado pela faculdade (demonstrar o sucesso dos alunos que por lá passaram, a qualidade dos professores, como a metodologia de ensino é eficiente, entre outros detalhes); já a segunda deve ser a captação de alunos para faculdades. Essa captação deve ser feita pelo estabelecimento de uma relação de confiança do aluno para com a faculdade. O público-alvo deve acreditar e ver na prática que escolher aquela instituição é o correto a se fazer, pois ali conseguirá alcançar os objetivos que está buscando.

Na prática parece algo complicado, mas com pesquisas de mercado fica mais simples trabalhar esse lado de propagandas.

- Investimentos digitais: qual empresa consegue sobreviver hoje sem sequer cogitar a utilização da tecnologia e dos métodos digitais? É praticamente impossível. A faculdade deve investir na criação de um website que apresente a sua estrutura, sua visão, seus objetivos, sua missão enquanto instituição de ensino, os cursos disponíveis etc.

A página na internet não deve ser algo figurativo, isto é, ela deve informar com clareza, ter informações sempre atualizadas e utilizar técnicas de marketing, como call to action, para conseguir captar os clientes. Não basta apenas criar um site e achar que ele por si só vai resolver. Isso é um pensamento antigo e muito errado. Para trabalhar de maneira adequada na internet, é preciso muito mais que criar uma página: devem ser feitas pesquisas, identificar a necessidade dos alunos, o que eles buscam ao acessar um site de uma faculdade, entre outras questões. A partir disso, a instituição constrói suas estratégias.

- Redes sociais: outro ponto marcante e fundamental hoje em dia é como as empresas tratam as suas mídias sociais. Não basta ter uma fanpage no Facebook com postagens bonitas e atrativas. É preciso estudar, pesquisar, avaliar.

Atualmente os jovens, principalmente na idade entre 17 e 20 anos (idade em que começam a buscar faculdades) utilizam muito as redes sociais. Fazer um marketing tradicional dificilmente vai atingir essas pessoas, não é mesmo? Parando para pensar, fica óbvia essa questão. Portanto, aqui deve ter atenção com a linguagem utilizada, conseguir atrair o potencial novo aluno de forma que ele se interesse em entrar em contato – seja pelo site ou em ligações. Nunca dê toda a informação logo nas mídias sociais. Elas devem ser como um ímã, uma maneira de fazer com que a pessoa seja atraída para a instituição.

- Boca a boca: uma das maneiras mais antigas de captação de pessoas é o tradicional “marketing boca a boca”. Ele acontece quando uma pessoa que já utiliza de certo produto ou serviço e o aprova, repassa para outras pessoas o seu contentamento e o indica de maneira espontânea.

O bom desse método é que a instituição não gasta nenhum centavo e a única coisa que precisa fazer é apresentar um trabalho de qualidade. Ele só acontece quando há satisfação do consumidor. No caso das faculdades, para que esse tipo de marketing aconteça, o aluno deve enxergar um bom ensino, uma boa estrutura, as avaliações bem-feitas e assim por diante.

Para uma instituição de ensino, trabalhar estratégias de marketing é algo obrigatório, principalmente pelo fato de que elas dependem do seu público para sobreviver. Afinal, uma faculdade sem alunos não vai ter como funcionar.

As estratégias para fazer captação de alunos para faculdades passam desde a avaliação do seu público-alvo até a aplicação de técnicas e métodos de marketing, também dando atenção para o marketing digital. Trabalhar com a internet é uma alternativa muito positiva e que dá a possibilidade de enxergar muitas vertentes.

Ainda assim, tudo depende do esforço em apresentar um serviço qualificado. Investir e buscar ser o melhor naquilo que faz ainda é a melhor forma de captar pessoas, alunos, consumidores.

Em sua opinião, qual a melhor maneira para fazer a captação de alunos? O que as instituições de ensino ainda precisam aprender para facilitar nessa busca pelo público? Não se esqueça de deixar o seu comentário!

Entre em contato

Ficou com alguma dúvida e quer enviar uma mensagem para nossa equipe? Basta preencher o formulário abaixo e nós entraremos em contato!