Como funciona o tráfego pago e como otimizá-lo com automações inteligentes

compartilhe esse post

Se você tem pesquisado nos últimos anos sobre marketing digital no tio Google, deve ter se deparado algumas vezes com o termo “tráfego pago”, mas afinal o que é isso e por que você deve investir tempo e dinheiro nesse assunto?

Começando pelo básico, investir em tráfego pago é o mesmo que investir em anúncios nas redes sociais como o Instagram e o Facebook através do Facebook Ads, por exemplo. 

Essa é uma estratégia importante para o marketing digital, porque é uma forma de atrair mais visitantes para as páginas estratégicas da empresa, como landing pages de vendas ou de conversão.

Com certeza uma centena de dúvidas deve estar pipocando agora em sua cabeça, então vamos nos aprofundar mais sobre esse assunto e procurar responder às suas perguntas para que você consiga começar hoje nessa jornada.

O que é e como funciona o tráfego pago?

Como funciona o trafego pago

Quando falamos sobre tráfego pago, nos referimos aos visitantes que chegam até um site, loja ou página através de anúncios em plataformas específicas, como Facebook, Instagram, Google, etc.

Existem então dois tipos principais de tráfego:

  • Tráfego Orgânico: onde as pessoas acessam as páginas de forma espontânea, porque pesquisaram no Google, por exemplo;
  • Tráfego Pago: onde as pessoas acessam as páginas porque foram impactadas por anúncios nas redes sociais ou anúncios durante uma pesquisa.

Como você pode notar, diferentemente do tráfego orgânico, o tráfego pago depende muito do investimento e da configuração da campanha, incluindo segmentação de público, para que os resultados sejam os melhores para o cenário da empresa.

A forma mais conhecida de fazer tráfego pago, hoje em dia, é através do Google Ads, a plataforma de anúncios do Google. Ela permite criar anúncios que aparecem na primeira página dos resultados de buscas, sem precisar investir tempo em estratégias de SEO.

Para distinguir um anúncio de uma página comum, observe a etiqueta de “Anúncio” que aparece ao lado da URL ao pesquisar sobre um tema específico no Google.

Os anúncios aparecem conforme você pesquisa por um assunto ou por palavras-chaves específicas, que a empresa compra temporariamente em uma estratégia de leilão de palavras.

Ao clicar em um anúncio, você será encaminhado para a página de destino da empresa que comprou o direito de aparecer para essa busca e pronto, aconteceu o tráfego pago.

O ponto negativo dessa estratégia é que você se mantém nas primeiras posições apenas enquanto o investimento durar, tendo isso em mente, é importante você investir também em estratégias de tráfego orgânico para manter uma consistência de visitantes no site.

Quais são os métodos de pagamento?

Entender como você paga por um anúncio é fundamental e quando falamos de métodos de pagamento em tráfego pago, não estamos apenas falando sobre as formas tradicionais de pagamento, como boleto bancário, cartão de crédito e afins.

Falamos sobre métricas e, por isso, é muito importante que você saiba acompanhar os principais indicadores de marketing para entender o quão barato ou caro você pode estar pagando.

Como regra, a ordem de exibição dos seus anúncios nos resultados de busca depende de um leilão entre as empresas que querem anunciar. Nas redes sociais, a segmentação do público passa a ser uma das principais configurações.

Por conta disso, você pode optar por pagar pelo clique que o usuário dá no seu anúncio (CPC) ou por aparecer mil vezes no resultado de busca (CPM). Entenda melhor como eles funcionam!

CPC (Custo Por Clique)

É o método mais indicado, visto que você só paga pelos cliques que seus anúncios receberem. É uma forma de atrair tráfego para seu site e pagar apenas pelos anúncios com os melhores resultados.

CPM (Custo Por Mil Impressões)

Impressão é a quantidade de vezes em que aparece na web, sendo mais recomendado para quem quer mais visibilidade, isso porque com CPM o foco é fazer com que o anúncio apareça mais vezes.

Sendo assim, o objetivo em um dos casos é conseguir cliques e no outro é aparecer mais vezes.De toda forma, a posição do anúncio depende do valor investido dentro das plataformas de anúncios  e das configurações de segmentação do público. 

Portanto, basta criar seu anúncio e fazer as devidas configurações para que ele possa ser exibido exatamente para as pessoas que você deseja alcançar, lembrando que sempre será possível fazer otimizações para que você consiga obter o melhor Retorno sobre o seus Investimentos (ROAS).

Conheça as principais plataformas de tráfego pago

No contexto efêmero no qual vivemos, surgem plataformas e oportunidades de atrair tráfego orgânico e pago a todo momento.

É natural que você precise desenvolver um pouco a sua criatividade para conseguir aproveitar ao máximo essas oportunidades, mas existem algumas plataformas que são bem conhecidas e excelentes para gerar ótimos resultados.

A plataforma mais utilizada para gerar tráfego, isso porque ela é responsável pela criação de anúncios dentro do próprio Google, com possibilidade de desenvolver campanhas com diferentes funções e características.

  • Search: você pode criar anúncios em Rede de Pesquisa, exibindo seu site na página do Google ao pesquisar algum termo ou palavra-chave que o seu cliente ache relevante;
  • Display: quando falamos de Google Display, nos referimos aos sites parceiros do Google, onde você pode exibir seus anúncios com uma cara um pouco mais gráfica no site deles;
  • YouTube: aqui você pode abusar do vídeo, utilizando a criatividade para impactar o seu cliente em poucos segundos, seja estratégico.

Facebook Ads

Quando o assunto é rede social, é importante você definir bem o público-alvo e qual o objetivo do seu anúncio, pode ser que o seu objetivo seja apenas melhorar o seu reconhecimento de marca, por exemplo.

Pelo Facebook Ads você consegue anunciar em duas das principais redes sociais do mundo:

  • Facebook: através dele você consegue anunciar em formatos de imagem, vídeo, carrossel entre outros. Atente-se apenas para a proposta da rede social que é a interação entre amigos;
  • Instagram: aqui você consegue fazer anúncios nos mesmos formatos que o Facebook, com a diferença de que a proposta de rede social é de ser um álbum ou uma vitrine digital.

TikTok Ads

Essa plataforma surgiu nos últimos anos e ganhou força durante a pandemia de 2020, o objetivo dela é exibir vídeos curtos em um modelo de imersão no conteúdo que ocupa a tela inteira do smartphone.

Dentro do Tiktok Ads você consegue criar desafios com filtros e músicas, vídeos para serem exibidos ao abrir o aplicativo, entre um vídeo e outro e outras formas semelhantes. 

O curioso é que esses formatos proporcionam a sutileza de produzir anúncios que possam ser confundidos com o conteúdo da plataforma.

Em geral existem outras plataformas que você pode explorar com o tempo, mas essas são as principais e as que te indicamos para começar a sua jornada.

Como otimizar o tráfego pago com uso de automações?

Como funciona o trafego pago

Até aqui, você viu o básico sobre tráfego pago, para se aprofundar você pode ter um caminho longo de estudos e teste com mão na massa, mas é um trabalho que se manterá aquecido por conta do avanço da tecnologia.

Aliás, por falar em tecnologia, é importante que você saiba que existem hoje no mercado soluções de automação para a gestão da mídia paga e para muitas outras atividades do marketing digital.

Essas automações inteligentes podem fazer a distribuição correta do seu orçamento entre as campanhas mais importantes, otimizar seus anúncios para atingir um público mais qualificado, criar milhares de anúncios e palavras-chaves automaticamente e muito mais.

Assim, reduzindo as chances de erros humanos que naturalmente acontecem quando lidamos com um volume grande de informações e aumentando a produtividade.

É importante que você compreenda como funciona a gestão de tráfego pago, seus riscos e ganhos, mas é ainda mais importante saber como a tecnologia pode te ajudar a reduzir erros humanos, integrando centenas de plataformas diferentes para uma comunicação integrada.

Dessa forma, você economiza muito tempo de trabalho com processos repetitivos e foca mais no trabalho criativo, que uma máquina não consegue fazer, trazendo benefícios tanto para si quanto para sua equipe.

Quando estiver pronto para dar um passo além na gestão de tráfego, pesquise sobre Automação de Processos Robóticos de Marketing e descubra um novo mundo para explorar.

 

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post