Ranquear site no Google: 6 passos para posicionar na primeira página!

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Quando uma empresa cria estratégias para ranquear site no Google, a intenção é que as páginas sejam encontradas nas buscas. Preferencialmente na primeira página, certo?

Infelizmente, como a competição para uma boa colocação no Google é muito grande, é comum que as pessoas se sintam frustradas.

Mas para ajudar você a ranquear o seu site na primeira página do Google, compartilhamos este guia completo para a sua estratégia.

De forma resumida, o processo é este:

  1. Encontre as palavras-chave que você ainda não consegue uma boa posição no Google.
  2. Entenda o motivo pelo qual as páginas dos seus concorrentes estão com melhores resultados do que as suas.
  3. Compare a sua página com a dos concorrentes e melhore-a.
  4. Repita os 3 primeiros passos para as próximas palavras-chave.

Veja no vídeo abaixo um passo a passo completo:

https://www.youtube.com/watch?time_continue=2&v=Rm1MbJneLSI&feature=emb_title

Fonte: Canal do Youtube – Ahrefs.

Passo 1: Encontre as palavras-chave que você ainda não tem uma boa posição no Google

Primeiramente, vamos definir o que é uma boa posição no Google. Ainda que usualmente esta seja definida como “a primeira página do Google”, na verdade o melhor mesmo é garantir as primeiras posições.

Vamos entender melhor o que isso significa no gráfico abaixo de Taxa de Cliques (Click Through Rate – CTR).

ranquear site no google

Fonte: https://www.advancedwebranking.com/ctrstudy/.

Neste gráfico, são apresentados dados dos primeiros 19 resultados do Google para uma série de palavras-chave. E é possível perceber que apenas os primeiros resultados possuem um bom resultado de taxa de cliques.

Com isso, se considerarmos uma palavra-chave com 10 mil buscas por mês, temos a seguinte situação:

Posição inicial Posição final Crescimento de acessos por mês
210 novos visitantes
20ª 10ª 8 novos visitantes

Como é possível perceber, vale muito mais a pena avançar da 5ª para a 4ª posição, do que da 20ª para a 10ª. Portanto, o que você deve fazer é trabalhar com aquelas palavras-chave com posições de 2 a 10, que resultarão nos melhores resultados.

Para isso, você pode filtrar quais são as palavras-chaves para qual seu site está posicionado entre a 2 e 10 posição.

Passo 2: Escolha as palavras-chave para ranquear site no Google

Com o resultado de quais são as palavras-chave que o seu domínio tem posições de 2 a 10 no Google, é hora agir.

Por quais palavras-chave devo começar o trabalho de otimização? Para ter a resposta, veja algumas dicas importantes.

a. Palavras-chave que geram o maior tráfego para o seu site

De maneira geral, as palavras-chave que já desempenham os melhores resultados para o seu site, mas ainda não ocupam as primeiras posições de ranqueamento, devem ser as escolhidas.

b. Alto volume de buscas

Na sequência, é preciso prestar atenção no volume de buscas. Afinal, dobrar o tráfego de algo que tem volume de buscas zero, vai continuar sendo zero.

Abaixo, veja um exemplo de um volume de buscas baixo. Note que este não geraria resultados tão positivos para a empresa mesmo que passasse da posição 3 para 1.

como ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

c. Baixa dificuldade de ranqueamento

A dificuldade de ranqueamento de uma palavra-chave vai de 0 a 100. E aquelas palavras com número mais próximo do limite superior, serão mais difíceis de trabalhar.

Dessa forma, diferente do volume de buscas (que deve ser alto), a dificuldade de ranqueamento deve ser baixa.

d. Alto valor comercial

Ao entender quais são estas palavras-chave, ficará ainda mais claro qual deve ser a prioridade do seu trabalho.

Vamos considerar como exemplo uma padaria em Campinas. Ao conseguir ranquear em 1º lugar para a palavra-chave “Padaria em Campinas”, é praticamente garantido que o negócio irá crescer.

Por outro lado, ao ranquear em 1º para a palavra-chave “receita de pão caseiro” as chances de ter resultados diretos para o negócio é muito menor.

Ou seja, mesmo que o volume de buscas de “receita de pão caseiro” seja maior, os resultados financeiros não são tão positivos quanto os da palavra-chave “padaria em Campinas”. Tudo isso está ligado a intenção da busca.

e. Palavras-chave que não são nomes de marcas

Nesse ponto, é preciso considerar se as palavras-chave que você está querendo melhorar o ranqueamento não são uma marca de outra empresa.

Veja o exemplo abaixo:

ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Em um primeiro momento, esta pode parecer uma ótima palavra-chave para buscar melhores posições, pois:

  1. Tem um alto volume de buscas;
  2. Dificuldade média/alta;
  3. No exemplo o site já está posicionado em 6°.

Mas ao observar quais são as páginas que estão nas posições 1 a 4 para esta palavra-chave, temos diversos resultados do próprio Google.

ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Isso acontece porque “Keyword Planner” é um produto do Google. E dessa forma, será necessário um esforço muito grande (ou será até mesmo impossível), para conseguir melhorar o ranqueamento desta página.

f. Palavras-chave que não tenham snippets ou outros destaques na SERP nas posições acima da sua

Uma SERP (Search Engine Results Page) é toda página de resultados do Google. Em algumas SERPs temos elementos de destaque, como os featured snippets. Você provavelmente já utilizou estes resultados para rapidamente encontrar alguma resposta rápida no Google.

como ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Como você pode imaginar, chegar até uma posição privilegiada como essa requer bastante otimização da página, e de um site com ótima autoridade.

Por isso, neste primeiro momento o ideal é não escolher estas palavras-chave mais complexas para começar.

Passo 3: Entenda porque as páginas dos seus concorrentes estão melhores do que as suas

Existem diversas razões para que uma página tenha melhores posições no ranqueamento do Google do que a sua. Entender estes motivos é muito importante a fim de criar uma estratégia eficaz.

As razões mais tradicionais são:

  1. Quantidade de domínios de referência, que, em outras palavras, quer dizer quantos sites diferentes estão linkando para o seu.
  2. Autoridade das páginas de backlink.
  3. Autoridade do seu site.

Contudo, um outro fator muito importante, que vamos abordar primeiro, é a chamada intenção de busca.

Intenção de busca

A intenção de busca nada mais é do que o real motivo pelo qual as pessoas utilizam os buscadores. E o Google entendeu que as pessoas não estão fazendo pesquisas apenas para comprar coisas na sua plataforma, mas principalmente estão buscando conhecimento.

Por isso, ao digitar “link building” no Google, você não vai encontrar como primeiro resultado uma empresa que oferece este serviço. Pelo contrário, os primeiros resultados serão de páginas informativas sobre o assunto.

como ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

E o que isso significa para você que quer entender por que as páginas dos seus concorrentes têm melhores posições no Google do que as suas?

Isso quer dizer que você deve avaliar o conteúdo destas páginas, para então melhorar as suas.

Se o seu concorrente conseguir explicar de uma forma mais clara, interessante e informativa para os usuários sobre algum assunto, as chances de o Google ranquear esta página melhor, são grandes.

Para fazer essa análise, é preciso considerar os seguintes critérios:

  1. Tipo de conteúdo;
  2. Formato do conteúdo;
  3. A qualidade das informações contidas no conteúdo.

1. Tipo de conteúdo para ranquear site no Google

Existem basicamente 3 tipos de conteúdos:

  • Blog posts;
  • Descrição de produtos;
  • Páginas de captura (landing pages), nas quais visitantes chegam para ter acesso a materiais ricos como ebooks ou webinars.

2. Formato do conteúdo

Os formatos de conteúdo se aplicam a blog posts e landing pages. Para blog posts, é possível trabalhar com listas, tutoriais em passo a passo, dicas e também conteúdos de opinião.

Já para as landing pages, é possível utilizar algumas ferramentas desenvolvidas pela sua empresa para atrair visitantes, calculadora de orçamentos, entre outros.

3. A qualidade das informações contidas no conteúdo

Por fim, mas não menos importante, você deve produzir um conteúdo de qualidade para o seu futuro cliente. De nada adianta produzir conteúdos de diferentes tipos e formatos, se a qualidade for ruim.

Por isso, o foco deve sempre estar em resolver a intenção de busca dos usuários, seja resolvendo dúvidas, explicando processos ou até mesmo listando dicas.

Agora vamos voltar às razões tradicionais que citamos acima, para que você entenda como trabalhar cada uma delas.

a. Quantidade de referring domains

A Ahrefs realizou um estudo com quase 1 bilhão de páginas para entender que existe uma relação clara entre referring domains e ranqueamento de palavras-chave.

referring domains ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Assim, é possível concluir que quanto mais domínios com alta autoridade fizerem links para o seu site, melhores serão os seus resultados no Google.

Veja um exemplo prático:

serp ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Neste exemplo, é possível perceber que a página na posição 7 tem muito menos referring domains do que as páginas nas posições acima.

Contudo, como existem outros fatores determinantes para esta posição de destaque, simplesmente ter links de muitos domínios não farão você chegar à cobiçada posição 1.

b. Autoridade das páginas de backlink

Quando você recebe um link de outro site é necessário verificar duas coisas:

  • Contextualidade do Link: O link deve ser prioritariamente em um site do mesmo nicho que o seu. Caso seja um site de outro nicho, o ideal é que ao menos esteja contextualizado durante o texto.
  • A força do domínio: Isso quer dizer que quando o seu site é citado em outra página com igual ou maior força do que a sua, isso vai gerar uma impressão positiva ao Google.

Veja o exemplo abaixo:

keyword research ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Observe as colunas UR (URL Rating) e Backlinks neste exemplo. O resultado que aparece em 3º lugar tem mais backlinks do que os resultados nas posições 1 e 2.

Contudo, o UR destas duas primeiras páginas é superior ao da posição 3. Isso mostra que a qualidade dos backlinks é mais importante do que a quantidade de backlinks.

c. Autoridade do seu site

Entender a autoridade de uma página é um pouco complexo até mesmo para o Google.

Enquanto Gary Ilyes afirma que eles não utilizam métricas de autoridade de sites, John Mueller diz que o Google observa algumas métricas para mapear este tipo de informação.

twitter ranquear site

Contudo, mesmo que seja uma questão cheia de dúvidas, é interessante sempre investir em estratégias para melhorar a autoridade em geral do site.

Uma das formas de fazer isso é conseguir bons backlinks como explicado acima. E claro, investir em produção de conteúdo de qualidade, e que responda às dúvidas dos usuários que estão acessando o seu site.

Passo 4: Compare a sua página com a dos concorrentes e melhore-a

Agora que você já sabe quais são os pontos nos quais os seus concorrentes são melhores do que você, é preciso melhorar as suas páginas. Entenda como melhorar cada ponto na sequência.

Se o número de domínios de referência for o principal problema

Você deve aumentar a quantidade de backlinks de qualidade para a sua página. Isso pode ser feito através de:

  • Publicação de guest posts (publicar textos em outros domínios e citar o seu site).
  • Criação de uma rede de sites para fazer backlinks para seus projetos.
  • Comprar backlinks de uma empresa especializada em SEO.

Se a autoridade das páginas de backlink for o principal problema

  1. Busque melhorar a qualidade dos seus backlinks (veja como acima).
  2. Crie uma estratégia de linkagem interna em seu site.

O ideal é que você faça as duas coisas. Mas se não conseguir criar bons backlinks no curto prazo, é possível investir primeiro em uma estratégia sólida de links internos. Assim você já conseguirá visualizar uma melhora na autoridade do seu site.

Se a autoridade do seu site for o problema

Este é o ponto mais difícil de ser trabalhado, pois requer mais tempo e dedicação para ter resultados.

Mas de maneira geral, trabalhando os outros pontos citados neste texto você já verá uma evolução na sua autoridade. Afinal, estará proporcionando melhores conteúdos para seus visitantes, além de ser citado em outros domínios de autoridade alta.

E também lembre-se sempre que:

Para ranquear site no Google, existem centenas de fatores para melhorar a autoridade e posição das páginas nas pesquisas por palavras-chave.

Por isso, diversas ações vão impactar os seus resultados:

  • Garantir uma boa experiência para o seu usuário;
  • Investir no SEO do seu site e de cada conteúdo produzido;
  • Ter um site responsivo e rápido.

Leia também: Saiba como rankear seu site aplicando as estratégias de Inbound Marketing!

Passo 5: Depois de fazer as melhorias é preciso verificar os resultados

Além de avaliar e agir em todos os pontos já citados acima, é preciso realizar a mensuração dos resultados.

Algo muito positivo do marketing digital é justamente esse poder de avaliar as ações tomadas, e entender se foram as melhores escolhas.

Para isso, você deve regularmente avaliar se as páginas que você otimizou estão apresentando melhores resultados para as buscas de palavras-chave. Além de monitorar os seus principais concorrentes também.

Saiba mais: Marketing Digital para pequenas empresas.

Passo 6: Repita os 3 primeiros passos para outras palavras-chave

Conseguir ranquear uma palavra-chave entre as primeiras 1-5 posições do Google já será uma grande conquista para você. Contudo, alcançar cada vez mais páginas bem posicionadas é ainda melhor.

Por isso, depois que você organizar o fluxo de trabalho e ferramentas necessárias para fazer tudo isso para a primeira palavra-chave, o ideal é que continue para outras depois.

Cuidado para não focar somente em ranqueamento e esquecer do tráfego

Em uma pesquisa, a Ahrefs constatou que das top 10 páginas para mais de 100 mil palavras-chave, apenas em 49% dos casos estas páginas eram as que geravam mais tráfego orgânico para as empresas. Veja no gráfico abaixo:

grafico ranquear site

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Para que essa relação fique clara, vamos mostrar mais um exemplo importante:

serp como ranquear site no google

Fonte: https://ahrefs.com/blog/how-to-rank-higher-on-google/.

Neste ranking, é possível perceber que mesmo não sendo a página Top 1 para a palavra-chave “keyword research”, a página da Ahrefs na posição 3 é a que tem mais tráfego.

Além disso, na coluna final “Keywords” da tabela, percebemos que a página na posição 3 é ranqueada para mais de 2.400 palavras-chave. Como consequência, o tráfego gerado é muito maior.

Por isso, é importante que além de investir individualmente em melhorar cada página do seu site, você produza conteúdo relevante e que possa ter ótimos resultados para até mesmo mais de uma palavra-chave no final.

De nada adianta você produzir um artigo falando sobre “pão caseiro de trigo”, e depois outro artigo sobre “pão industrial de trigo”. Nesse caso, a melhor opção é você criar um conteúdo realmente rico e que aborde ambas as palavras-chave.

Como resultado de uma estratégia bem pensada, mais visitantes qualificados chegarão até o seu site, e consequentemente você vai conquistar cada vez mais clientes.

Como produzir este tipo de conteúdo para aumentar tráfego?

  1. Aborde o assunto com o máximo de detalhes possível (mínimo de 1000 palavras por conteúdo);
  2. Crie uma página que transmita autoridade sobre o assunto (conteúdo atualizado, com dados, imagens e exemplos);
  3. Acerte na abordagem do conteúdo conforme a intenção de busca dos usuários.
  4. Tente alcançar posições de destaque, como as featured snippets

Conclusão

Como você percebeu, posicionar uma página na primeira página do Google não é algo simples. E também, não é uma ciência exata.

Mas começar pelas palavras-chave mais relevantes para o seu negócio é a melhor opção.

Por isso, busque entender quais são estas palavras-chave que têm mais chances de gerar resultados, e invista seu tempo e dedicação nelas.

Ao seguir os passos listados neste guia, você estará mais próximo de alcançar os seus objetivos.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email