Técnicas de SEO 2021: como turbinar seu tráfego orgânico

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email

A procura por consultoria SEO vem se tornando cada vez maior e existe uma razão para isso acontecer: sem otimização de sites, uma empresa não aparece no Google. Por isso, a UpSites resolveu prazer para você as principais Técnicas de SEO 2021.

 

Na realidade, ela pode até aparecer, mas não na primeira página, o que praticamente significa que ela não está aparecendo, já que os usuários não costumam passar para a segunda página dos resultados de pesquisa, muito menos para as próximas. 

 

E se você deseja posicionar seu site na primeira página do Google, existe uma lista de técnicas de SEO que você precisa aplicar, no entanto, muitas delas acabam sendo apresentadas de uma forma muito vaga, como:

 

  • Escreva um ótimo conteúdo;
  • Crie backlinks;
  • Utilize meta títulos, etc. 

 

Neste post, vamos nos concentrar nas técnicas de SEO 2021 que turbinam o tráfego orgânico e podem gerar ótimos resultados.

Vamos lá!

Sugestões de técnicas de SEO 2021

Sabemos que na teoria o SEO é muito simples, afinal, em resumo ele significa ter que fazer a otimização do site para os motores de pesquisa. Porém, na prática, as técnicas de SEO podem gerar muitas dúvidas. 

 

Pensando nisso, aqui está a lista que criamos com algumas dicas de ótimas técnicas de SEO para você aplicar ainda em 2021. 

 

1. Melhore os títulos e as descrições para aumentar a CTR

Se você pensa que SEO é apenas uma questão de classificação, precisamos dizer que não é assim que funciona. 

 

Digamos que você esteja em primeiro lugar com uma palavra-chave que possui milhares de pesquisas mensais. Você não receberá tráfego a menos que as pessoas realmente cliquem em sua página nos resultados de pesquisa. 

 

É por esse motivo que é importante otimizar para cliques. Mas, como fazer isso? 

 

Duas coisas principais podem afetar sua taxa de cliques (CTR): 

 

  • Tag do título 
  • Meta descrição 

 

É assim que as duas aparecem nos resultados de pesquisa:

Imagem de www.ahrefs.com

 

São elas que vão chamar a atenção do usuário e fazer com que ele clique ou não no link. Portanto, você precisa torná-los o mais atraentes possível: 

 

  • Deixando seu título claro;
  • Criando uma URL amigável;
  • Demonstrando um benefício claro;
  • Alinhando com a intenção da pesquisa.

 

Porém, tem algo que você precisa saber: não importa o quanto você tente fazer isso direito, nem sempre as coisas funcionam. Isso porque, às vezes, as pessoas simplesmente não clicam em seu site nos resultados de pesquisa. E aí está a oportunidade: 

 

  • Encontre as palavras-chave para as quais você está classificado na primeira página;
  • Procure aqueles que têm uma CTR baixa;
  • Melhore as tags de título e as descrições das páginas associadas. 

 

Você pode fazer essa análise com ferramentas, como o SEMRush, o Google Keyword e o Ahrefs Site Explorer

 

2. Impulsione as páginas de baixo desempenho com links internos

Os links internos são backlinks de outras páginas no mesmo site. Vamos supor que você esteja escrevendo um post para o seu blog. Você pode inserir links de páginas do seu site ou de posts já publicados – desde que eles tenham relevância para o assunto. 

 

Por que eles são importantes? Porque ajudam no fluxo de “autoridade” em seu site. Muitos também acreditam que as âncoras de links internos (as palavras clicáveis com os links) influenciam as classificações do Google. 

 

Isso é algo que o John Mueller, do Google, praticamente confirmou em algumas ocasiões. 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Agora, é importante observar que você deve ter uma boa estrutura de links internos para começar. Isso significa escolher links relevantes e utilizar em palavras-chave que realmente façam sentido. 

 

Imagine que você está escrevendo um post sobre tipos de anúncios pagos, mas já publicou um outro post falando sobre Facebook Ads. No post que está escrevendo agora, você pode inserir um tópico sobre os anúncios na rede social e inserir o link do seu post já publicado na palavra-chave “Facebook Ads”.

 

Tente o máximo possível inserir pelo menos dois ou três links, mas tenha cuidado para não exagerar, afinal, eles devem ser adicionados apenas onde forem realmente relevantes. 

3. Atualize o conteúdo 

Às vezes, o conteúdo que costuma ter um bom desempenho nos motores de busca deixa de ter esse desempenho.

 

Ao testar conteúdos antigos, pode ser que você perceba que ele teve uma grande queda de tráfego orgânico. Porém, se você atualizar esse conteúdo, você poderá ver um aumento de tráfego – podendo ser até maior do que quando ele foi publicado. 

 

Por esse motivo é tão importante atualizar e fazer a republicação de artigos com novas informações, além das atualizações de SEO. A questão é: como você encontrará postagens e páginas que provavelmente se beneficiarão com uma atualização de conteúdo? 

 

a) Use tentativa e erro

Você precisa enfrentar essa situação, pois isso é algo que acontece mesmo com o tempo. Portanto, geralmente são postagens e páginas antigas que sofrem com a queda no tráfego orgânico. 

 

Se tiver tempo disponível ou uma equipe para isso, você pode atualizar todas as publicações antigas, assim garante que todas serão atualizadas. Você também pode ver quais são os seus posts antigos que mais geraram conversão e apostar neles. 

 

b) Use o Google Analytics

Se você é um usuário do Google Analytics e prefere fazer isso de forma mais metódica, então você pode utilizar a ferramenta para te ajudar. A seguir, você vai conferir um método para localizar essas páginas em grande escala. 

 

Para começar vá para o Google Analytics e navegue até o relatório de páginas de destino. Em seguida, defina seu período para os 12 meses completos mais recentes (por exemplo, 1º de janeiro de 2018 – 31 de dezembro de 2018), filtre apenas por tráfego orgânico e adicione “mês” como uma dimensão secundária. Você provavelmente vai ver algo assim:

Imagem de www.ahrefs.com

 

Exporte o relatório como um CSV. Em seguida, monte uma planilha para conseguir comparar a quantidade de visitas do melhor mês x as visitas do último mês. Vai ficar algo como:

Imagem de www.ahrefs.com

 

Dessa forma você poderá verificar quais são as páginas que tiveram a maior queda de tráfego orgânico e investir seus esforços de atualização. 

 

Também vale a pena verificar o SERP da palavra-chave primária para cada página em busca de sinais de atualização como um fator de classificação. Por exemplo, o ano atual nos títulos das páginas de melhor classificação:

Imagem de www.ahrefs.com

 

Ou datas de publicação recentes:

Imagem de www.ahrefs.com 

 

Essas coisas mostram que o Google está priorizando as páginas atualizadas na SERP. E isso pode aumentar a probabilidade de uma atualização de conteúdo ser bem-sucedida para aquela página. 

 

4. Procure oportunidades de conteúdo acessíveis 

Análises de conteúdo mostraram que quanto mais links uma página tiver, mais tráfego orgânico ela provavelmente atrairá. Mas o problema é o seguinte: existem exceções a essa regra geral. 

 

Algumas páginas são classificadas e atraem toneladas de tráfego de pesquisa com muito pouco backlinks, ou mesmo nenhum backlink. As palavras-chave as quais essas páginas são classificadas, são fáceis de encontrar – ou seja, tópicos para os quais você classifica sem muitos backlinks. 

 

Então, como você encontra essas páginas?

 

Você pode utilizar o Content Explorer da Ahrefs. Ele é um banco de dados pesquisável de mais de um bilhão de páginas na internet. Para utilizá-lo, insira qualquer palavra ou frase para ver todas as menções na internet, além de algumas métricas de SEO úteis para cada resultado. 

 

Aqui está um exemplo utilizando “protein powder” – proteína em pó em português: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

São 68.300 páginas que mencionam essa frase! Agora, esses resultados serão filtrados para encontrar apenas páginas com: 

 

  • Pelo menos 500 visitas orgânicas por mês;
  • Domínios de referência zero. 

 

Em outras palavras, páginas que recebem muito tráfego orgânico sem muitos backlinks. 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Agora são 53 resultados, um dos quais é esta página: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Se verificarmos a guia “Organic Keywords” – Palavras orgânicas em português -, veremos que está classificado para palavras-chave relacionadas à muffins ricos em proteínas. E todos eles possuem uma baixa pontuação de dificuldade de palavra-chave

Imagem de www.ahrefs.com 

 

Isso quase confirma nossa teoria de que este é um tópico de baixa competição. Portanto, se você tem um site relacionado a condicionamento físico, esse tópico pode ser uma fonte de tráfego fácil. 

 

5. Limpe lacunas de conteúdo 

Uma lacuna de conteúdo é quando seus concorrentes têm conteúdo sobre um tópico que você ainda não abordou. Mas lacunas de conteúdo também podem acontecer no nível da página. 

 

Para saber se um conteúdo aborda tudo que deveria, você também pode utilizar ferramentas para te ajudar, como a Content Gap do Ahrefs, por exemplo. Basta inserir a página que você quer analisar e alguns dos sites mais bem classificados – e concorrentes – para fazer uma análise competitiva. 

 

Veja um exemplo a seguir: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Essa ferramenta consegue procurar por palavras-chave que as outras páginas classifiquem entre as 100 primeiras, mas seu site não. 

 

No exemplo seguinte, a opção “Mostrar palavras-chave classificadas em todos os alvos abaixo” foi selecionada. Também marcaram a caixa de seleção “Pelo menos um dos alvos deve ser classificado entre os 10 primeiros” para manter os resultados o mais relevantes possível. Em seguida, a opção “Mostrar palavras-chave” foi selecionada: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

O total foi de 16 resultados, muitos dos quais são subtópicos que se enquadram no tópico de análise competitiva. 

 

O fato da página que eles utilizaram para ser analisada não ter classificação para nenhuma dessas palavras-chave mostra que provavelmente eles esqueceram de mencionar essas coisas no conteúdo. 

 

A solução para esse problema é fazer uma pequena atualização na postagem ou na página para falar sobre o que não está sendo citado. Por exemplo, é possível adicionar uma seção sobre “análise competitiva em marketing”. Ou sobre vários “modelos de análise de concorrentes”. 

 

Isso não só pode ajudar a página a se classificar para essas palavras-chave, mas também pode aumentar a relevância do tópico da página. Por sua vez, isso também pode impulsionar as classificações de outras palavras-chave relacionadas. 

 

Isso só faz com que lembremos que o Google é um algoritmo. Ele examina o conteúdo da sua página para entender do que se trata. Ao falar sobre coisas relacionadas ao seu tópico principal, você aumenta efetivamente a confiança do Google no assunto da página. 

 

6. Aproveite as páginas mortas dos concorrentes

A maioria dos sites tem algumas páginas mortas, incluindo seus concorrentes e você pode aproveitá-las para construir links. E se as páginas mortas de seus concorrentes forem relevantes – ou pelo menos semi relevantes – para o seu negócio e tiverem backlinks, então há espaço para ganhar esses backlinks para você. 

O primeiro passo para isso é encontrar as páginas mortas de seus concorrentes. Para isso, você pode utilizar o relatório do Site Explorer, igual o exemplo abaixo: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Observe a lista de URLs e veja se alguma é relevante ou semi relevante para o seu negócio. Nesse caso, o tema para evitar penalidades está relacionado ao SEO. O resultado do exemplo acima mostra 29 domínios de referência. 

 

Ao clicar no link “Ver no Archive.org” você conseguirá ver o que era esse conteúdo que agora está com erro: 

Imagem de www.ahrefs.com

O conteúdo foi uma postagem do blog sobre como evitar as penalidades do Google. O fato é: como a página está morta, 29 pessoas agora estão direcionando para nada além de uma página de erro. 

 

O próximo passo é verificar se o seu blog tem um conteúdo semelhante que pode servir como um substituto relevante para esses links inativos. Vamos supor que você já tenha um conteúdo sobre como evitar penalidade do Google, logo, você pode utilizá-lo. Caso você não tenha, basta criar algo. 

 

Agora, olhe o relatório de backlinks da página inativa no Site Explorer: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Isso te dará uma lista de pessoas com quem você pode entrar em contato e alertar sobre seu link quebrado. Mas você pode fazer mais do que apenas alertá-los; também pode sugerir gentilmente o seu conteúdo como um substituto relevante. 

 

Você pode chegar a todas essas pessoas, mas você deve estar interessados apenas em criar links de alta qualidade, portanto, pode adicionar alguns filtros para restringir sua lista de clientes em potencial: 

Imagem de www.ahrefs.com

 

Aí está uma lista de 17 pessoas das quais podemos potencialmente ganhar links. Agora tudo o que é necessário fazer é encontrar seus endereços de e-mail e entrar em contato com eles. 

 

Você pode enviar algo como:

 

“Olá, vi que seu link para (URL) está morto.

 Temos algo semelhante: (Seu URL). Você pode querer trocar o link.” 

 

Conclusão sobre técnicas de SEO 2021

A otimização de sites está sempre se atualizando e existem muitas técnicas de SEO 2021. Este post lista apenas algumas das muitas táticas que você pode utilizar para aumentar o tráfego orgânico para seu site. 

 

Esperamos que você tenha gostado do conteúdo e que as dicas te ajudem a aplicar as melhores técnicas de SEO ainda neste ano! 

 

Fonte: www.ahrefs.com

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no print
Compartilhar no email