Site por assinatura

Consultoria SEO

compartilhe esse post

Muitas empresas ainda não sabem o que é SaaS, mas muitos de seus problemas poderiam ser ou já são resolvidos com a ajuda desse tipo de tecnologia. As necessidades dos clientes estão cada vez mais urgentes, exigindo uma metodologia de gestão mais ágil.

Prova disso é que o software como serviço (SaaS) é hoje o maior segmento de mercado e as perspectivas são de que movimente US$ 104,7 bilhões até o final de 2020. 

Sem dúvida, o cenário atual contribui para esse crescimento. Com a Covid-19 e a migração para o trabalho remoto, a troca do software tradicional com licença local para os modelos SaaS por assinatura tem sido um movimento natural. 

Mas o que é SaaS, exatamente? Quais são seus benefícios para as empresas? Confira tudo neste post!

O que é SaaS?

SaaS é uma sigla que significa Software as a Service ou software como serviço. Essa tecnologia disponibiliza de forma inovadora os sistemas e aplicativos de que uma empresa precisa. Tudo é armazenado e manipulado através da internet, facilitando muito a gestão dessas informações.

Isso porque preocupações como instalação e manutenção de todo o equipamento não são necessárias. Fica de responsabilidade do próprio provedor do serviço a tarefa de gerir atualizações, acessos, disponibilidade e desempenho, além de garantir a segurança da informação durante todo o processo. 

Para que isso seja possível, o Saas utiliza a tecnologia de cloud computing ou computação em nuvem

O sistema é completamente remoto e pode ser acessado de qualquer lugar, basta ter um dispositivo e os dados de acesso em mãos. É a mesma lógica de serviços de armazenamento como o Google Drive ou Dropbox, por exemplo. 

Da mesma maneira, podemos citar os populares serviços de streaming voltados para entretenimento, como Netflix e Spotify, que também não ficam restritos a um único local e podem ser utilizados livremente mediante o pagamento de um valor mensal. 

Outros setores de mercado também são positivamente beneficiados pelo SaaS, como o Marketing Digital, que com a RD Station, por exemplo, automatiza os envios de e-mail marketing e outras atividades da área. 

Para o departamento de vendas, o CRM da Salesforce é uma outra oportunidade, pois agiliza o atendimento ao cliente.

Quais são os outros modelos de tecnologia em nuvem?

O software como serviço não é o único produto que utiliza da tecnologia em nuvem para otimizar o tempo e facilitar a gestão de informações. Existem também PaaS, IaaS e Haas. 

A principal diferença entre eles e o Saas está nos recursos oferecidos e a forma como são disponibilizados. Vejamos um pouco mais sobre cada um deles:

Platform as a Service (PaaS)

No modelo de serviço PaaS ou plataforma como serviço, a provedora é responsável por entregar uma plataforma para a empresa cliente. Com ela, será possível desenvolver sistemas e gerenciá-los com mais eficiência, dentro de um ambiente digital com garantia de segurança

O acesso também é remoto, mas aqui os programas e sistemas operacionais utilizados são da própria empresa contratante. Sendo assim, é o modelo ideal para quem busca organização e um controle mais preciso sobre suas próprias ferramentas. Um exemplo desse serviço é o Google App Engine.

Infrastructure as a Service (IaaS)

Já a proposta de infraestrutura como serviço, por outro lado, tem como finalidade entregar recursos computacionais necessários a uma infraestrutura de TI, como servidores e espaço de armazenamento. 

São recursos, tanto físicos quanto virtuais, que permitem a escalabilidade de um negócio em crescimento e com necessidade de servidores mais potentes. 

A IaaS é uma ótima opção para o controle de gastos, pois é um serviço sob demanda, ou seja, você paga apenas por aquilo que usar, podendo aumentar ou diminuir o valor. 

Além disso, há a economia de tempo e dinheiro com o gastos com compra e gestão de servidores físicos e datacenters complexos. Alguns exemplos desse modelo são a Amazon Web Services (AWS) e a Microsoft Azure.

Hardware as a Service (HaaS)

O hardware como serviço tem duas opções de contratação. É possível fazer uso dele através da tecnologia em nuvem em disponibilidade remota ou como serviço gerenciado.

Nesse segundo caso, a empresa contrata equipamentos físicos e faz pagamentos regulares. 

O principal ponto é que, com esse serviço, a empresa garante acesso a uma CPU e infraestrutura completa de alto desempenho.

6 benefícios do SaaS para empresas

Agora que você já sabe o que é SaaS e quais as diferenças dele para outros modelos de tecnologia em nuvem, convém citar também as vantagens que a contratação desse serviço representa para uma empresa.

Vejamos quais são elas:

1. Maior controle de gastos

Uma das maiores dificuldades para as empresas é o controle de gastos com licenciamento de software. Sabendo o que é SaaS, esse se torna um desafio a menos, dentre tantos que ficam sob responsabilidade do setor de TI e que são diretamente relacionados ao orçamento da empresa.

Reduzir e controlar esses gastos é possível com o SaaS pois a organização paga apenas por aquilo que realmente usa. É muito melhor do que pagar por uma licença que você não usa tanto, mas da qual não se pode abrir mão por necessidade esporádica.

2. Gestão de atualização mais eficiente

Outro problema para gestores e TI é a atualização dos softwares corporativos. 

Em empresas grandes, principalmente, esse processo é burocrático e acaba levando um tempo maior do que o desejado, podendo demorar meses. No entanto, sabemos que prezar pela versão mais recente é essencial, sendo um processo inevitável.

A vantagem do SaaS é que ele elimina etapas como homologação e planejamento de um calendário de migração, assim como os possíveis impasses gerados pela incompatibilidade das atualizações com os sistemas da empresa.

Esses obstáculos são eliminados com uma versão mais recente e que não exige tantos testes, liberando as novas funções para uso em tempo hábil para que não afete os fluxos de trabalho negativamente.

3. Garantia da segurança da informação

A cada ano, lidar com a segurança da informação se torna um desafio ainda mais complexo. O avanço da tecnologia é acompanhado pela evolução de vírus e malwares, assim como as habilidades de hackers para driblar os muros que protegem os dados corporativos.

Com os frequentes ataques virtuais à empresas grandes, a necessidade de criar mecanismos de defesa contra a captura e roubo de informações privadas fica ainda mais evidente. O setor de TI precisa operar sob uma política rígida e eficiente, com uma gestão de riscos bem trabalhada. 

Como o SaaS confere um controle maior, problemas de segurança são identificados e resolvidos com mais facilidade. A contratante conta com um suporte ágil e eficiente, que monitora e elimina quaisquer vulnerabilidades que forem identificadas. Assim, impactos maiores para a rotina e reputação da empresa são precisamente combatidos.

4. Aumento da performance

A performance de TI muitas vezes é prejudicada por equipamentos que não têm a tecnologia mais inovadora para suportar os softwares tradicionais. 

O SaaS tem como vantagem a sua adaptabilidade, se ajustando a diferentes sistemas e garantindo uma execução de excelência em qualquer dispositivo.

Isso consequentemente reflete na produtividade do setor e permite que a empresa tenha ótimos resultados, mesmo sem se preocupar com a substituição de sua infraestrutura em prazos muito curtos.

Isso se explica pela usabilidade das ferramentas diretamente através do navegador, não impactando tanto no consumo de memória e na capacidade de processamento local.

5. Garantia de mobilidade corporativa

No contexto atual, a mobilidade corporativa nunca foi tão importante. Com o uso do SaaS, a empresa não fica restrita a um escritório. É possível ter acesso aos dados de qualquer lugar e qualquer dispositivo, inclusive celulares e tablets.

Em outras palavras, não há a dependência de um servidor central e o negócio ainda adquire oportunidade de escalar melhor seus serviços.

6. Proteção de dados

Associada à vantagens de mobilidade corporativa, o SaaS também evita que a empresa sofra com a perda de dados por problemas técnicos, pois a tecnologia em nuvem garante um armazenamento seguro e automático, dispensando a necessidade de fazer backup constantemente.

Esse conteúdo te ajudou a compreender o que é SaaS e como esse serviço funciona? Se aprofunde ainda mais no tema lendo sobre cloud computing.

Quer receber um orçamento para criação de um site profissional?

compartilhe esse post

Artigos relacionados