SEO para pequenas empresas – Seja encontrado pelos seus possíveis clientes

Se você é um empreendedor ou gestor de uma PME, sabe que um bom site vai muito além daquela ideia “é o seu cartão de visita na internet”, correto?
Existem vários formatos de site, como: e-commerce, sites para geração de leads e site onepage. Cada um deles tem seus prós e contras. Entretanto, esse é assunto para um outra postagem.
Hoje abordaremos algumas dicas de SEO para pequenas empresas para que o site da sua empresa comece a receber visitas orgânicas de possíveis clientes.
Fique conosco até o fim do post e veja as dicas!

O que é SEO?

Talvez isso possa ser novidades para você.
Fazendo uma analogia rápida: o trabalho de SEO é o responsável por fazer com que as pessoas busquem determinados termos no Google e o seu site apareça em posições diferentes dos anúncios.
Porém, para alcançar bons resultados, diversos requisitos devem ser respeitados. Atualmente são mais de 200 fatores de rankeamento que Google considera na hora de decidir qual site aparece primeiro para determinada busca.

Por que devo me preocupar com SEO?

Cerca de 70% dos usuários tendem a clicar nos resultados orgânicos aos resultados de links patrocinados.
Portanto se sua empresa não olha para esse canal, está perdendo uma boa fatia dos acessos provenientes do Google.
Um outro ponto extremamente relevante é em relação ao custo por aquisição de um usuário.
Enquanto em ações de mídia paga você dependerá de leilões e guerras por CPC, em SEO, a partir do momento que começar a gerar resultado, ele se manterá por um tempo.
A não ser esteja em um nicho extremamente concorrido.
Caso esse seja o seu caso, o volume de ajustes ao longo do tempo precisará ser maior.

O que é um bom site para SEO?

Um bom site para SEO é aquele pensado para o seu cliente alvo.
Ele deve atender o cliente em todas as etapas da sua jornada de compra, garantindo assim um bom índice de lembrança de marca.
Dessa forma, se pretende rankear no Google para termos estratégicos, desista de um site de página única (onepage), pois o Google não compreenderá que aquela página representa diversos grupos semânticos de palavras.
Um site onepage até pode ser bem funcional mas dificilmente irá rankear para diversos termos.
Se você possui um site onepage, comece a pensar em publicar outras páginas ou quem sabe trabalhar com um blog.
Dessa forma ativará possíveis clientes para outros termos.
Entretanto, de nada adianta publicar diversas páginas sem atribuir um objetivo (conversão) a elas.
Não esqueça disso.
Veja abaixo algumas dicas de SEO para pequenas empresas simples e que podem ser aplicadas já.

Dica 01 – Pense bem a estrutura do seu site

Estruture o site para o cliente e não para você.
Como um cliente procuraria o seu negócio?
Se a resposta for “de várias formas”, possivelmente o seu site precisará de várias páginas e quem sabe de um blog.
Para ter uma ideia mais clara disso, utilize ferramentas como Keyword Planner e Answer the Public para ter uma ideia de quais palavras relacionadas ao seu negócio são utilizadas nas buscas.
Em seguida, monte a estrutura de páginas do site de forma que uma página seja otimizada para um grupo semântico (grupo de 03 a 04 palavras com escrita bem parecida), associe a página a resultado de negócios e mãos à obra.

Dica 02 – Crie sua conta no Google Search Console

Existem 02 pontos importantíssimos para SEO que diversas pequenas empresas não olham, que são a configuração do robots.txt e o envio de sitemaps.
Essas 02 implementações podem ser feitas através do Search Console, que é uma ferramenta gratuita do Google que ajuda você a monitorar e manter a presença do seu site nos resultados de Busca do Google.
Agora se você está se pergunta o que é o Robots.txt e o Sitemap, vamos lá.
Os sitemaps são arquivos com listas de páginas, imagens ou vídeos do seu site. Eles guiam os robôs do Google e auxiliam na indexação das páginas nos mecanismos de busca.
A arquivo robots.txt ajuda na não indexação de páginas indesejadas. Pensando em um site feito em wordpress…
Você gostaria que as páginas administrativas do site fossem indexadas? Com o robots.txt você consegue justamente ajustar isso.
Além desses 02 casos, através do Search Console você tem uma visão exata das palavras que o site está ranqueando.

Dica 03 – Use as ferramentas do Google ao seu favor

Além do Search Console, o Google possui o Google Analytics, O Keyword Planner, entre outras ferramentas que ajudam demais não só uma boa estratégia de SEO, como também uma estratégia de Marketing Digital vencedora.
Vamos focar especificamente em uma delas, que é o Google Analytics.
Monitore as palavras chave que acionam o site via Search Console e veja, de acordo com o grupo semântico, se a página de destino gera conversões.
Use essa ideia como norte de tudo.
O posicionamento é meio e não fim. O fim deve ser o resultado que o negócio almeja.

Quer aprofundar seus conhecimentos em SEO?

Você já deve ter percebido que o SEO é um mundo a parte dentro do Marketing Digital, correto?

Pensando nisso, separamos alguns blogs e outros sites para lhe auxiliar nessa jornada.

Veja abaixo nossas sugestões:

Conclusão

Antes de partir para a construção de um site, pense muito bem como pretende utilizá-lo. Um site mal planejado pode ter um custo de retrabalho alto.

Espero ter ajudado.

Tem alguma dúvida relacionada a estruturação de um site pensando em SEO? Deixe um comentário que responderei.

SEO para pequenas empresas – Seja encontrado pelos seus possíveis clientes
Avalie esta página

O autor

Meu nome é Caio Nogueira, sou apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que ajudem empresas e pessoas a aumentar as vendas, gerar leads e contar histórias. Além disso, também sou co-fundador da UpSites Digital, uma agencia de criação de sites em São Paulo especializada em desenvolver sites e lojas virtuais em Wordpress. Espero que tenha gostado da leitura!

compartilhe esse post